Jornal do Brasil

Segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

Esportes

Técnico diz que juiz tentou compensar erro e prejudicou Flamengo

Portal Terra

Nos minutos finais do “Clássico dos Milhões”, o Flamengo conseguiu virar a partida e triunfar por 2 a 1, sobre o Vasco da Gama, na tarde deste domingo, no Maracanã. O resultado trouxe tranquilidade para o técnico Jayme de Almeida, já que o clube que vinha de duas derrotas seguidas: para o Fluminense (pelo Carioca por 3 a 0) e para o San Lorenzo (pela Libertadores por 2 a 1). Mas o técnico também reclamou da arbitragem, afirmando que Eduardo Cordeiro não tinha condições de apitar um clássico.

“A vitória nós temos que tentar sempre. No segundo tempo do Fla-Flu jogamos muito abaixo. Na quarta-feira(contra o San Lorenzo), pela Libertadores, a expulsão do Amaral dificultou o nosso trabalho. Precisávamos fazer um bom jogo hoje. Por todas as circunstâncias o resultado ajuda a dar moral para o grupo, que aceitou o desafio de jogar mesmo cansado. Eles fizeram um clássico hoje muito forte, lutaram muito e isso fortalece a equipe. O grupo mostrou hoje que o Flamengo está no caminho certo. Não tem jogado ainda 100%, mas está bom”, disse Jayme.

O clássico foi marcado por polêmicas e muita confusão dentro de campo. O árbitro Eduardo Cordeiro Guimarães não validou um gol de Douglas, ainda no primeiro tempo, e foi muito cobrado pelo grupo cruzmaltino no intervalo da partida. Jayme criticou muito a escalação de Guimarães para apitar um clássico tão aguerrido e disputado como Vasco e Flamengo.

“Falar de árbitro é muito chato. Mas tem que falar, né!? Infelizmente. Não vou ficar aqui denegrindo a imagem dele. Com todo respeito, mas ele não tem qualidade para apitar um clássico. Se a bola entrou, é um erro que acontece, mas não pode ficar o segundo tempo compensando o que não deu e prejudicando o Flamengo. O jogo fica uma droga. Se ele viu no intervalo que foi gol, não pode fazer mais nada. É um jogo disputado para caramba. Acho que ele não tem condições ainda de apitar um Flamengo Vasco. A culpa não é dele, mas de quem o colocou lá”, criticou o treinador.

Jayme ainda fez uma análise imparcial sobre a partida, e preferiu não usar a desculpa do cansaço da viagem ao México para justificar o rendimento ruim do seu elenco no primeiro tempo.

“O Vasco no primeiro tempo jogou, e o Flamengo, não. Méritos do Vasco. Marcou bem, teve posse de bola. A viagem não é desculpa, o Vasco foi melhor e nós não fomos nem 40% do que podemos. Fomos muito abaixo. Eles podiam ter virado o intervalo na frente e fizemos o gol de falta. No segundo tempo, com o Muralha, passamos a sair com mais qualidade, o passe é muito bom. O Gabriel também entrou bem, passamos a incomodar o Vasco. O jogo ficou igual, passamos a contra-atacar bem. Flamengo e Vasco é sempre muita luta, muita garra, e no final o Gabriel fez o gol e vencemos".

Com a vitória, o Flamengo segue na vice-liderança do Campeonato Carioca, mas agora com o mesmo número de pontos do primeiro colocado, o Fluminense, 19. O Flamengo volta a campo pelo estadual na próxima quarta-feira, às 22h, contra o Madureira, no Maracanã.

Tags: clássico, erros, Fla, milhões, Vitoria

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.