Jornal do Brasil

Quinta-feira, 31 de Julho de 2014

Esportes

Em melhor jogo, Mano evita sabor de derrota e diz que mereceu vitória

Portal Terra

Mano Menezes preferiu não dar margem à decepção pelo gol sofrido aos 38min e a proximidade com a zona de rebaixamento do Campeonato Paulista. Com a ótima atuação do Corinthians no clássico que acabou em 1 a 1, além das estreias de Jadson e Bruno Henrique, o treinador corintiano falou com otimismo sobre a projeção para os sete jogos que restam para tentar ir à fase final da competição.

“O Corinthians jogou como eu disse que jogaria. Prometi ao torcedor que no clássico seria outra equipe e isso aponta ao futuro que teremos pela frente. De agora em diante, o campeonato será outro”, disse Mano. “A equipe fez seu melhor jogo em aspectos importantes. Fomos competitivos, tivemos criação, imposição. É isso que quero que o Corinthians faça daqui para a frente, porque aí os resultados serão outros”, frisou. Para ele, os três pontos deveriam ficar com o time corintiano.

“O adversário exigiu bastante porque é um dos líderes da competição. A gente esse impôs como equipe e mereceu a vitória. Não se venceu porque o futebol não é um jogo de justiça. Vale a bola dentro do gol”, comentou. Mano ainda disse que já vislumbra um futuro melhor, mesmo que não seja suficiente para terminar entre os oito times que vão ao mata-mata.

“Muda a perspectiva. Já tivemos acréscimos, logo teremos Fábio (Santos) e a equipe vai ganhando corpo, ritmo de competição e a tendência é crescer como equipe e grupo. Senti, pela primeira vez, um Corinthians capaz de trilhar novo caminho. (...) Se por uma incompetência anterior não nós conseguirmos chegar na outra fase, quero terminar a competição e olhar que a equipe evoluiu e vai com força para a segunda parte (do ano)”, analisou.

O próximo jogo corintiano é fora de casa, na quarta-feira, diante do Oeste. Para Mano, um confronto decisivo para as pretensões no Paulista.

Tags: coringão, empate, futebol, palmeiras, Paulista

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.