Jornal do Brasil

Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

Esportes

Rebelo diz acreditar na entrega de todas as arenas a tempo para a Copa

Agência Brasil

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, disse nesta sexta-feira (14) que todas as obras previstas para a Copa do Mundo serão entregues a tempo. Ele destacou que a obra da Arena Corinthians, conhecida como Itaquerão, onde será feita a cerimônia de abertura da Copa, já está normalizada após o acidente com um guindaste em novembro do ano passado. O acidente deixou dois operários mortos.

“Como já estava na fase de acabamento, com a intensificação da mão de obra, o trabalho foi acelerado. E vamos ter, sim, a arena para realizar os eventos-teste e a abertura da Copa do Mundo. Já há um atraso, e tanto o clube, quanto a Fifa e a empresa contratada para a obra têm consciência disso. Agora vão entregar a obra computando o atraso decorrente do acidente”, disse Aldo Rebelo, depois de fazer palestra para membros da Força Sindical, na capital paulista.

Perguntado sobre a possibilidade de manifestações e protestos no período da Copa, o ministro respondeu que, para o governo federal, não há outra medida senão a expectativa da ação dentro da lei. “A Constituição prevê e protege manifestações pacíficas da população. As violentas, que ameaçam a vida, depredam bens públicos e privados são assuntos da polícia”, afirmou.

O ministro do Esporte lembrou que esteve em Manaus para visitar a Arena da Amazônia e disse que, além de ter notado a beleza estética da obra, constatou que o estádio está pronto, na fase de acabamento, com estrutura concluída, cobertura e cadeiras instaladas, gramado fechado. “Há ali obras de finalização da parte elétrica e hidráulica, mas o estádio pode ser entregue em alguns dias”.

Apesar de atrasos na obra da Arena Pantanal, em Cuiabá, que teve a entrega adiada para março, Aldo Rebelo garantiu que o estádio será entregue e que os jogos programados para o estádio serão disputados ali. “O governo e a empresa têm condições de entregar a Arena de Cuiabá, mas a obra está na fase final. Não há mais nada de estrutura que precise ser montado em Cuiabá. Não vejo risco de exclusão de nenhuma arena da Copa. Mesmo em Curitiba, onde o estado era mais crítico, eu vi nesta semana que já houve uma grande evolução”, concluiu.

Tags: atrasos, brasil, estádios, Mundial, Obras

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.