Jornal do Brasil

Quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Esportes

Jaqueline Mourão erra sete tiros no biatlo de 15 km e fica em 76º lugar

Portal Terra

Jaqueline Mourão se mostrou abatida nesta sexta-feira após a disputa da prova individual feminina do biatlo de 15 km, sua última prova na Olimpíada de Inverno de 2014. Depois de se surpreender na estreia com seu desempenho no tiro (ela acertou nove disparos em dez na prova individual de sprint feminino de 7,5 km), a brasileira não repetiu a performance e errou sete tiros em 20 disparados na modalidade disputada nesta sexta. Acabou em 76º lugar.

A prova de 15 km era bastante esperada por Jaqueline, uma vez que sua especialidade são as provas de maior duração. No entanto, os tiros errados acabaram provocando punições pesadas – foram sete voltas acrescidas no circuito menor da prova, uma para cada tiro perdido – e deixaram a experiente atleta brasileira bastante chateada.

“É mais difícil de aceitar quando se tem um resultado assim, mas esse é o biatlo: tem dia que vai bem, tem dia que vai mal. É difícil”, comentou Jaqueline na saída da prova, na qual foi a 76ª colocada dentre as 84 atletas que largaram. O ouro ficou com a russa Dara Domracheva, com o tempo de 43min19s6 (14min03s0 abaixo de Jaqueline) e apenas um tiro perdido.

Embora a briga por um lugar no pódio fosse um objetivo bastante irreal diante do favoritismo de atletas norueguesas, russas e bielorrussas, Jaqueline tinha possibilidades alcançáveis de um bom desempenho no biatlo de 15 km. Em sua prova de 7,5 km, seu desempenho no tiro – modalidade na qual ela vem treinando há cerca de quatro anos – foi equivalente ao de atletas que figuraram no Top 10 da prova. Se mantivesse o aproveitamento em uma prova de longa duração, poderia buscar um posto superior ao 77º lugar alcançado no domingo (9).

O aproveitamento no alvo, porém, não se repetiu. Nas quatro séries, somou sete tiros errados – um na primeira, dois na segunda, três na terceira e um na quarta. Acabou pesando o horário da disputa: 18h (horário local, 12h do Brasil). No biatlo de 7,5 km, com largada às 18h30 (local), a brasileira alegou ter conseguido adaptar melhor sua mira à luminosidade artificial da noite no local de prova.

Os 30 minutos de diferença, segundo declarou Jaqueline nesta sexta-feira, parecem ter pesado. “Acho que foi... A prova foi um pouco mais cedo, foi um pouco difícil para mim, que sou mais novata nesses esportes. Foi mais difícil o tiro, e a penalidade é muito alta, então...”, analisou ela, com a fala pausada.

Tags: alvos, brasileira, Inverno, jogos, sochi

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.