Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

Esportes

Pelé rebate cutucada pós-Bola de Ouro: "Maradona me ama"

Portal Terra

No final do mês passado, Pelé foi agraciado pela Fifa com uma Bola de Ouro honorária pelo seu conjunto da obra entre os anos 50, 60 e 70, época em que a revista France Football só levava em conta atletas europeus para sua votação de melhor jogador. Após a ocasião, Maradona, sempre ele, cutucou o seu eterno rival ao dizer que ele "foi segundo, como sempre", pelo fato do argentino já ter recebido a ??mesma premiação da Fifa em 1995.

Na última quarta-feira, num evento promocional de uma marca de relógio no Rio de Janeiro, Pelé comentou a cutucada do argentino, que vive hoje como treinador em Dubai, nos Emirados Árabes. "O Maradona me ama, eu sempre digo isso. Eu entendo muito bem", brincou o tricampeão do mundo pela Seleção Brasileira.

Para Pelé, "os argentinos estão sempre fazendo esse tipo de comparação". Fato que não só não o preocupa, como dá espaço para o Rei do Futebol também dar a sua alfinetada.

Pelé brincou sobre provocação de Maradona
Pelé brincou sobre provocação de Maradona

"Eles esqueceram de um grande jogador que jogou na Espanha, no Real Madrid, que é o Di Stéfano. Agora estão me comparando com o Messi. Eu sempre digo: primeiro vocês decidem qual o melhor na Argentina, depois a gente decide quem é o melhor do mundo", disse, em coletiva de imprensa para os jornalistas.

No evento, Pelé comentou ainda a invasão ao CT do Corinthians, no último sábado, por parte de torcedores, fato que considerou "absurdo". "O time vem ganhando tudo. Venho a fazer esse apelo. A gente tinha que tirar proveito do momento para mostrar um Brasil diferente e não estragar um momento como esse", afirmou ainda, já que o País está às vésperas de receber a Copa do Mundo.

Tags: Argentina, Bola, brasil, maradona, Ouro, pelé, provocação

Compartilhe:

Comentários

1 comentário
  • aNTONIO oLIVEIRA

    O Maradona foi um grande jogador de futebol, nunca um exemplo de profissional, e menos ainda de homem. Temos que entender os estragos que as drogas lhes causaram.

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.