Jornal do Brasil

Sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

Esportes

TJD espera imagens e pode denunciar Oswaldo por gesto obsceno na quarta

Portal Terra

O procurador-geral do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), Antonio Carlos Meccia, pediu cautela para denunciar o técnico do Santos, Oswaldo de Oliveira, pelos gestos obscenos a um grupo de torcedores na vitória por 1 a 0 contra o Ituano, no domingo, no Estádio Novelli Júnior. Meccia afirmou que não houve tempo hábil para oferecer qualquer representação em sessão do Tribunal nesta segunda-feira, mas que deve dar um parecer até quarta.

"Ainda não recebi o material, nem sei o que houve direito, e preciso falar sob fatos concretos. Vou olhar o caso para, se preciso, denunciar. Não é algo normal, principalmente envolvendo um técnico", disse o procurador.

"A denúncia precisa ser feita nessa semana, não deixo nada para depois. Devo entregar até quarta e depois incumbo alguém para cuidar do caso", completou.

O comportamento exaltado do treinador já é o segundo desde o começo da atual passagem pelo clube. No empate por 1 a 1 contra o Grêmio Osasco Audax, Oswaldo mandou uma "banana" às arquibancadas também após o gol santista. Depois, amenizou alegando ter se dirigido a dois torcedores e ainda elogiou uma das organizadas.

Na entrevista coletiva após o jogo, o treinador justificou o gesto: "meu irmão, não vou ficar calado. Se me agredir, vai ter a volta no momento certo. Reajo com gol. Aguenta firme de lá, água morro abaixo, fogo morro acima, o couro come", afirmou.

A atitude do técnico santista não foi registrada na súmula pelo árbitro Marcelo Rogério. O procurador do TJD isentou o juiz e evitou indicar em quais artigos o técnico santista poderá ser enquadrado.

Tags: Galo, gestual, julgamento, técnico, Tribunal

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.