Jornal do Brasil

Sábado, 29 de Novembro de 2014

Esportes

Flu: técnico quer time dando o máximo na semifinal da Copinha

Jornal do Brasil

Cinco vezes campeão da Copa São Paulo de Júnior, o Fluminense está entre os quatro melhores da edição de 2014. Contando com apenas dois jogadores nascidos em 1994, ano limite da idade da categoria, o jovem time soube ganhar seus confrontos sem mudar o estilo de jogo, mesmo nos momentos adversos. Na semifinal, o Tricolor enfrentará o Corinthians, na reedição das decisões da competição de 1973 e 2012, nesta terça-feira, 21, às 21h, em Limeira.

O Fluminense se sagrou campeão primeiro ao bater por 2 a 0 o time paulista. Quase 40 anos depois, o Corinthians foi o vencedor com placar de 2 a 1.

A serenidade e a fala pausada do técnico Marcelo Veiga parecem ter muito a ver com o comportamento de sua equipe. E esta conduta não significa falta de firmeza do treinador, que não se recusa a opinar sobre assuntos relevantes do futebol. Sobre o jogo, exige apenas atitude.

– Espero que meu time faça o melhor. Porque se eles derem o máximo, a possibilidade de ganhar o jogo aumenta. Acho que ansiedade não é ruim, apenas se for exagerada, porque induz ao erro. Jogador que fica tranquilo e sorrindo muito, à vontade numa decisão, ainda não entendeu a importância deste tipo de jogo. Um friozinho na barriga pode ser bom – acredita Veiga, reconhecendo que não esperava que o time chegasse tão longe:

– Confesso que quando tínhamos pouco tempo de preparação, estávamos com dificuldades de encontrar o ponto da equipe. Eles surpreenderam, foram ganhando confiança entre eles. É importante quando o jogador tem confiança em seu companheiro. Grupo é só uma palavra. Quando se entende que seu parceiro é bom e se pode confiar nele é que se forma o grupo.

O técnico Marcelo Veiga orienta dois jogadores em treino no interior de São Paulo

O bom trabalho realizado em Xerém é exaltado por Marcelo Veiga, que não deixou de citar a campanha do Fluminense na Al Kass Cup, no Catar, com direito a goleada em cima do Milan e vitória sobre o poderoso Barcelona. Ele comemora a chegada entre os quatro melhores da Copinha, mesmo com um time recheado de jogadores abaixo da categoria sub-20.

– Temos somente dois jogadores, Gustavinho e Luquinas, no limite da categoria, que são os nascidos em 1994. Os demais nasceram em 1995, 1996 e 1997. A grande maioria deste grupo poderá estar na Copa São Paulo ano que vem. Espero que não, pois o ideal é que alguns deles possam pular o muro, como dizemos, e consigam estar treinando no time profissional – declara, acrescentando que seu time está em formação e que pode chegar ainda mais longe futuramente:

– Alguns já eram dos juniores, outros estão subindo como Ikaro, Gerson, Leo, Breno. Gabriel nós captamos na competição de Belo Horizonte. Os jogadores ainda não atingiram o ponto máximo. Juniores é o processo final, último estágio da formação, e conquistar títulos é importante nesta categoria, sim.

Com site do Fluminense

Tags: esportye, Fluminense, jogo, juniores, time

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.