Jornal do Brasil

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

Esportes

Fifa cogita Curitiba fora da Copa e exige avanços até 18 de fevereiro

Portal Terra

A Arena da Baixada corre risco real de ficar fora da Copa do Mundo de 2014. Segundo o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, o estádio tem até 18 de fevereiro para apresentar "avanços significativos" em suas obras, que são as mais atrasadas dos 12 estádios do Brasil para a competição e receberão uma força-tarefa do Comitê Organizador Local para agilizar o progresso.

"Não gosto de falar sobre o que pode ser decidido antes de tomar a decisão. No dia (18 de fevereiro), se tivermos que tomar a decisão de mudar o local dos jogos, se for necessário, aí sim vamos trabalhar. Durante esse meio tempo vamos nos basear no que decidimos hoje: Curitiba terá uma força de trabalho, está enfrentando dificuldades, mas no final acreditamos que vai estar tudo certo", disse Valcke na capital paranaense.

"A questão é delicada, sejamos francos e diretos. A situação atual do estádio não é do nosso agrado. Não está apenas muito atrasado, foge a qualquer bom cronograma de entrega para o uso na Copa do Mundo", continuou o dirigente francês.

Apesar do tom severo e das cobranças, Valcke evitou usar a expressão "data-limite" para o dia 18 de fevereiro. Segundo ele, neste dia as seleções da Copa do Mundo vão se reunir em Florianópolis e visitar os locais onde terão jogos, e por isso é importante que as obras evoluam bastante até lá. Só então a Fifa vai analisar se a Arena da Baixada terá condições de sediar o Mundial.

"Não há data-limite, ainda estamos longe e não pensamos nela. Trabalhamos com a data de 18 de fevereiro. Se não for suficiente, vamos parar para pensar e fazer alguma coisa o mais longe possível do primeiro jogo a ser realizado, em 16 de junho (Irã x Nigéria, pelo Grupo F). O que vai acontecer hoje é que vamos trabalhar em diferentes níveis e forças. Precisamos ter o estádio minimamente pronto no final de fevereiro para começar os trabalhos na parte de infraestrutura", disse o secretário-geral.

A partir de agora, segundo Valcke, um membro do COL ficará permanentemente em Curitiba para monitorar a situação do estádio e repassar informações à Fifa. A capital paranaense está prevista para receber quatro partidas na primeira fase da Copa do Mundo, todas em junho: Irã x Nigéria (dia 16), Honduras x Equador (20), Austrália x Espanha (23) e Argélia x Rússia (26).

Tags: atrasos, brasil, estádios, Fifa, Obras

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.