Jornal do Brasil

Terça-feira, 2 de Setembro de 2014

Esportes

Pelé é aplaudido de pé e chora ao receber Bola de Ouro honorária da Fifa

Portal Terra

O ex-jogador Pelé recebeu, nesta segunda-feira, a única premiação individual que faltava em sua carreira. Assim como revelado anteriormente pelo craque em entrevista, a Fifa entregou ao jogador, durante premiação de gala em Zurique, na Suíça, uma Bola de Ouro especial, honorária pelos feitos conquistados pelo ex-atleta ao longo da carreira. O brasileiro chegou a chorar, bastante emocionado, ao ser aplaudido de pé por toda a plateia.

Pelé foi chamado ao palco e teve a Bola de Ouro honorária entregue pelas mãos dos presidentes da Fifa, Joseph Blatter, e do presidente da revista France Football, parceira na realização do evento que premia os melhores jogadores do mundo. Foi a primeira vez que a Fifa entregou um prêmio de honra para um ex-jogador não premiado durante a carreira. Por pedidos dos presidentes, toda a plateia se levantou para aplaudir o brasileiro – a ação fez o astro chorar.

"Prometi a minha família que não choraria, mas sou emocional. Não podemos esquecer as pessoas que preparam as chuteiras, fisioterapeutas, fisiologistas. Eu tenho que compartilhar com eles este troféu. Queria agradecer a Deus por ter jogado tantos anos, no Santos e depois do New York Cosmos. Recebi tantos troféus e prêmios, mas via que todos os caras recebiam a Bola de Ouro e eu não porque não jogava na Europa. Completei minha coleção de troféus, posso dizer”, disse o craque, bastante emocionado.

A premiação da Bola de Ouro era a única que faltava na estante de troféus do ídolo brasileiro. Como o prêmio de Melhor Jogador do Mundo da Fifa só foi criado no início da década de 90 e o Ballon d'Or - iniciado em 1956 pela revista France Football - foi dado até 1995 apenas a jogadores que atuavam na Europa, Pelé nunca teve a chance de concorrer aos títulos.

Ao longo da carreira, Edson Arantes do Nascimento nunca atuou no continente europeu. O ex-atleta jogou por Santos, no Brasil, e pelo New York Cosmos, nos Estados Unidos. No total, anotou 1.281 gols, o que faz de Pelé até hoje o maior artilheiro da história do futebol mundial.

O Atleta do Século também fez enorme sucesso com a Seleção Brasileira. Com o craque em campo, foram três Copas do Mundo conquistadas (1958, 1962 e 1970). O ídolo nacional ainda anotou 95 gols com a camisa verde e amarela.  

Antes da Bola de Ouro entregue a Pelé, o Brasil já tinha recebido da Fifa oito prêmios para jogadores nacionais: Romário (1994), Ronaldo (1996., 1997 e 2002), Rivaldo (1999), Ronaldinho (2004 e 2005) e Kaká (2007). Já a France Football havia dado o Ballon d'Or cinco vezes ao Brasil antes da unificação: Ronaldo (1997 e 2002), Rivaldo (1999), Ronaldinho (2005) e Kaká (2007). 

Tags: Bola, Fifa, Messi, Ouro, premiação, RONALDO

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.