Jornal do Brasil

Sábado, 19 de Abril de 2014

Esportes

Conca não esconde ansiedade por voltar a conviver com 'hermanos' tricolores

Jornal do Brasil

Em suas andanças pela China, que duraram três anos, o craque argentino Dario Conca talvez tenha se tornado ainda mais brasileiro. A paixão pelo Fluminense, com certeza, aumentou, e muito. Logo que chegou à cidade de Guangzhou, ele sentiu falta do Rio de Janeiro e do calor humano dos “hermanos” cariocas.

"Na China, no dia-a-dia do clube, é sempre mais difícil brincar com os companheiros chineses porque você tem que falar tudo para o tradutor e nunca é a mesma coisa. Então, é sempre mais fácil brincar entre a gente", conta o argentino, se incluindo entre os brazucas do Guangzhou Evergrande, Elkeson e Muriqui.

Após as temporadas na Ásia, Conca virou ídolo dos chineses e há tempos já se sentia em casa. No entanto, como quase sempre acontece, o início foi complicado. Parte da saudade sempre podia ser amenizada pelos amigos brasileiros, cujos laços se fortaleceram a 18 mil quilômetros de casa.

"Não dá para comparar o clima que vivemos no Brasil. Em Guangzhou, não consigo falar com ninguém. Chego e as brincadeiras são diferentes e, como temos que contar sempre com a ajuda de um tradutor, é mais difícil de se entrosar. Quando chegava aqui eu pensava: “Não posso falar com ninguém. O que eu faço agora?” Depois, você vai se acostumando, já sabe quem brinca mais, quem conversa menos, mas no começo é sempre mais difícil", completa Conca, sempre deixando claro que gosta muito dos chineses e que as diferenças são culturais.

O ídolo tricolor já está no Brasil e defenderá o Fluminense na temporada de 2014. Em sua primeira passagem no clube, Conca jogou 210 partidas e marcou 40 gols. No Tricampeonato Brasileiro de 2010, o argentino atuou em todas as 38 rodadas e foi eleito o craque da competição.

Site do Flu

Tags: amizades, conca, dario, Fluminense, retorno

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.