Jornal do Brasil

Domingo, 20 de Abril de 2014

Esportes

Belfort concorre com carrascos de brasileiros no "Oscar do MMA"

Portal Terra

No ano em que conseguiu vitórias incríveis, Vitor Belfort se tornou o principal representante brasileiro no "Oscar do MMA", premiação organizada pela revista Fighters Only. Foi anunciado, nesta quarta-feira, que o carioca vai concorrer pelos prêmios de "lutador do ano" e "nocaute do ano", mas concorrerá com Cain Velasquez e Chris Weidman, americanos que bateram brasileiros em 2013.

Belfort acertou três chutes potentes para vencer as três lutas que disputou em 2013. Foram nocautes que impressionaram e o colocaram como próximo desafiante ao cinturão dos pesos médios. O campeão da categoria é Chris Weidman, que bateu Anderson Silva duas vezes no ano e pode ser eleito "lutador do ano".

Já Cain teve duas vitórias contra brasileiros em 2013, sempre com muito domínio. Em maio, ele bateu Antônio Pezão pela segunda vez na carreira. Depois, em outubro, encerrou com uma convincente vitória a trilogia contra Junior Cigano.

Além de Belfort, Velasquez e Weidman, existem outros dois concorrentes pelo título de "lutador" do ano: campeão dos pesos mosca, Demetrious Johnson defendeu seu cinturão três vezes em 2013. Já o peso galo Urijah Faber enfrentou quatro adversários de alto nível no ano e venceu todas as lutas.

Entre as mulheres, a favorita para vencer o prêmio de lutadora do ano é Ronda Rousey. Ela vai concorrer contra Joanne Calderwood, Alexis Davis, Jessica Eye e Holy Holm.

Existem outras categorias na premiação e várias delas contam com mais brasileiros na disputa. O título de "nocaute" do ano, por exemplo, é disputado por Belfort, Cigano e Julio Cesar Morceguinho, com mais dois concorrentes: Chris Weidman e Emanuel Newton.

O prêmio de "luta do ano" tem ainda Wanderlei Silva, que venceu um duelo emocionante contra Brian Stann no começo do ano. Mas a concorrência será dura. O ano de 2013 teve combates incríveis, como o duelo entre Gilbert Melendez e Diego Sanchez. Pezão também concorre, por ter feito uma grande luta contra Mark Hunt recentemente.

Vale destaque ainda para Dedé Pederneiras, que concorrerá mais uma vez como "treinador do ano". Além disso, a academia que ele lidera, Nova União, concorrerá com outros centros de treinamentos por um prêmio no "Oscar do MMA".

Tags: brasileiros, lutas, Oscar, premiação, ufc

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.