Jornal do Brasil

Sexta-feira, 18 de Abril de 2014

Esportes

Construção de arena volta à pauta do Goiás para 2014

Portal Terra

Transformar o Estádio da Serrinha em uma arena multiuso e com isso o Goiás poder mandar seus jogos, na Série A, em sua própria casa é um sonho antigo dos esmeraldinos. Esse sonho pode começar a se tornar realidade se depender do desejo da diretoria que assume o comando do clube em 2014. A urbanização da área onde está localizada a sede social do clube é considerada um salto importante para o crescimento do Goiás no cenário nacional.

O sonho é antigo e estava nos planos da gestão João Bosco Luz que tinha Sérgio Rassi e Adriano Oliveira como vices. Os dois últimos seguem no comando do clube, Rassi como presidente executivo e Adriano continua ocupando a vice-presidência. Designado por Sérgio Rassi para capitanear o projeto de urbanização da área da Serrinha, Adriano Oliveira admitiu que esse assunto avançou pouco nos últimos dois anos, mas que se torna um dos pilares fundamentais da próxima gestão.

Adriano confirmou que o presidente Sérgio Rassi pediu para tomar conta deste ponto na gestão e salientou a importância de uma arena multiuso e da urbanização da área da Serrinha para o Goiás. Segundo o dirigente, seria um passo importante para o crescimento financeiro e esportivo do clube.

“De fato o Sérgio tem me pedido isso e acho que realmente posso contribuir nisso, não só eu como os demais conselheiros e especialmente o seu Hailé Pinheiro podem contribuir nesse processo. Acho que é fundamental para que o Goiás possa dar um passo à frente, temos um orçamento pequeno se comparado aos grandes clubes da Série A e acho que qualquer projeto bem estruturado na Serrinha irá dar ao Goiás a condição de dobrar seu orçamento anual”, frisou.

A ideia dos esmeraldinos é a construção de uma arena no lugar do estádio da Serrinha através de parceria com investidores. Em contrapartida, a área seria explorada economicamente com outros empreendimentos anexos. Segundo Adriano Oliveira, a Serrinha está em uma das áreas mais nobres de Goiânia e isso é um grande atrativo para possíveis parceiros.

“Não gosto de descartar nada, mas não consigo vislumbrar qualquer outra coisa em relação a isso. É importante que a gente entenda que não é apenas um estádio, mas uma arena multiuso que vai gerar receita para o Goiás e com projetos diversos associados. Essa área é talvez uma das mais valorizadas no Brasil sem uma edificação definitiva. Temos como edificar não só uma arena, mas outros empreendimentos como um shopping, torres corporativas, hotel, estacionamento e outros projetos associados à arena que podem dar um resultado financeiro importante ao Goiás para ele dar esse salto que esperamos que ele possa dar”, explicou.

O vice-presidente afirmou que o Goiás procura o equilíbrio entre um projeto seguro e rentável para o clube e ao mesmo tempo atrativo para um possível parceiro. Por isso, Adriano espera estudar os projetos que surgirem para que o clube tome a melhor decisão possível.

 

Tags: arena, CONSTRUÇÃO, esportyiva, Goiás, planos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.