Jornal do Brasil

Quarta-feira, 23 de Abril de 2014

Esportes

Atlético-MG enfrenta Guangzhou por “honra e dignidade” no adeus de Cuca

Portal Terra

O Atlético-MG tenta recolher os cacos e se reerguer depois da derrota sofrida na última quarta-feira para o Raja Casablanca. Depois da eliminação surpreendente, que derrubou o ânimo de jogadores e torcedores, o time mineiro volta a campo às 14h30 (de Brasília) deste sábado para pegar o Guangzhou Evergrande, da China, na disputa do terceiro lugar do Mundial de Clubes no Marrocos. Além de valer a “dignidade” do elenco, a partida também marca o adeus do treinador Cuca. 

Superado por 3 a 1 pelo azarão Raja em Marrakech, o Atlético-MG apenas fará a partida preliminar no Grand Stade de Marrakech neste sábado. Com o abatimento ainda estampado no semblante de toda a delegação que viajou ao país africano, o grupo de jogadores quer mostrar que a derrota para os marroquinos no meio de semana foi um “acidente de percurso”. De magnitude importante, mas apenas um deslize na história vitoriosa do elenco.

"Temos que pelo menos ganhar o jogo. Chegamos aqui com grandes chances de ir à final, mas fomos eliminados. Agora não é questão só de dignidade com o torcedor, mas conosco", afirmou o zagueiro e capitão Réver. "Esse terceiro lugar significa terminar a competição e a temporada com dignidade. Precisamos de uma vitória, de qualquer maneira, para termos férias mais tranquilas", concordou o atacante Guilherme.

O confronto também marca o adeus de Cuca, que deixa o Atlético-MG após dois anos e meio no cargo. O técnico aceitou uma proposta tentadora que recebeu do futebol chinês e a partir de 2014 dirigirá o Shandong Luneng. Paulo Autuori será seu substituto na Cidade do Galo.

"Será uma preleção muito especial, mas seria muito mais indo à final”, declarou Cuca, que espera que seus feitos no comando do Atlético-MG não sejam ofuscados em decorrência da eliminação trágica no Mundial para o Raja. “Tudo o que esse grupo fez não pode ser apagado por causa de uma má partida, ainda que fosse importante. Fizemos coisas memoráveis ao longo deste período, algo que com certeza ficará marcado no coração do torcedor", acrescentou.

O adversário atleticano será o Guangzhou, atual campeão asiático e dirigido por ninguém menos que Marcelo Lippi, campeão da Copa do Mundo de 2006 pela Itália. O time chinês tem como principais destaques três sul-americanos: o meia argentino Darío Conca e os atacantes brasileiros Elkeson e Muriqui. Os orientais foram derrotados por 3 a 0 na outra semifinal pelo poderoso Bayern de Munique, da Alemanha.

Tags: cuca, Jogadores, marrocos, partida, treinador

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.