Jornal do Brasil

Quarta-feira, 16 de Abril de 2014

Esportes

Ronaldo lembra polêmica por hospitais e se defende: Brasil é um país rico

Portal Terra

Aposentado do futebol desde 2011, o ex-atacante Ronaldo usa seu tempo no Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo de 2014. Neste ano, durante a Copa das Confederações, o ex-centroavante foi alvo de polêmica porconta de vídeo que circulou na internet em que afirmava que a Copa se faz "com estádios, e não com hospitais".

Em entrevista ao Altas Horas, gravada nesta quinta-feira, Ronaldo se defendeu da controvérsia e insistiu que o Brasil tem condições de receber um Mundial e ao mesmo tempo fazer melhorias em setores como saúde e educação.

"Entrou um vídeo completamente fora do contexto. Dois anos atrás, quando entrei no Comitê, disse que para uma Copa do Mundo precisa de estádios novos. Logicamente o povo brasileiro entende que temos outras prioridades, mas o Brasil é um país tão rico que temos que nos limitar a fazer estádio, hospital ou escola. Tem que fazer tudo. O povo está começando a olhar dessa maneira, cobrando os governos, porque é possível fazer tudo", disse o maior artilheiro da história das Copas do Mundo.

Questionado sobre o lado bom e o lado ruim de fazer parte do COL, Ronaldo comemorou um maior contato com o brasileiro, mas lamentou a descrença que, segundo o próprio, existia para com o Mundial de 2014.

lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipisicing elit
lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipisicing elit

"O bom é que eu estou convivendo com o povo novamente, tenho viajado muito, participado das visitas dos estádios, das obrigações do Comitê. O ruim foi no começo, que as pessoas não acreditavam no projeto da Copa do mundo. Agora acreditam que é muito bom para o brasileiro, tanto como investimento como pela festa que é a Copa do Mundo", afirmou.

Ronaldo ainda foi questionado por uma jovem pelo motivo que levou o povo brasileiro a não acreditar e, caso houvesse já no País uma melhor infraestrutura, a percepção seria diferente. "Infelizmente é assim no Brasil. Tudo demora, é muito lento. Mas a maior prova de que o povo acredita É a procura por ingressos. A Fifa bateu todos os recordes, e a maioria é o povo brasileiro procurando", disse.

Tags: brasil, Brasileiro, Fifa, ingressos, RONALDO

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.