Jornal do Brasil

Domingo, 20 de Abril de 2014

Esportes

Atlético-MG é surpreendido pelo Raja, e sonho do Mundial vira fracasso

Portal Terra

Campeão da Copa Libertadores, o Atlético-MG não estará na final do Mundial de Clubes de 2013. Nesta quarta-feira, em Marrakech, a equipe brasileira foi derrotada pelo Raja Casablanca por 3 a 1 e viu o sonho de conquistar a competição intercontinental se transformar em fracasso. Para a equipe marroquina, o torneio segue com partida contra o Bayern de Munique na final, que ocorre no sábado, às 17h30 (de Brasília).

O Atlético-MG fez um jogo instável e de pouca produção criativa. Já o Raja Casablanca soube usar com eficiência o contra-ataque, e por este meio conseguiu sua vitória. Os marroquinos abriram o placar aos 5min do segundo tempo, com Iajour, e Ronaldinho empatou em cobrança de falta. Nos últimos minutos, Moutouali converteu pênalti polêmico e eliminou os brasileiros. Ainda houve tempo de Mabide ampliar em contragolpe.

A equipe do técnico Cuca tem como sequência a disputa do terceiro lugar, que ocorre contra o Guangzhou Evergrande, também em Marrakech, no sábado, às 14h30. Um compromisso bem inferior em relação ao que a torcida atleticana esperava.

O Atlético-MG começou o jogo de maneira tímida, e viu o Raja buscar mais o campo de ataque e ter a posse de bola. Os marroquinos tentavam atacar pelas laterais, mas pouco ameaçavam a meta brasileira. A primeira grande chance saiu aos 22min: Fernandinho acionou Lucas Cândido na ponta esquerda, que cruzou para Jô. O centroavante desviou na área e viu a bola passar perto da trave direita.

Com o passar dos minutos, o Atlético-MG passou a sair mais para o ataque. Ronaldinho ficava centralizado, o que obrigava Diego Tardelli a voltar para buscar o jogo. Na frente, Jô e Fernandinho se movimentavam bastante. Aos 32min, Fernandinho teve ótima chance em chute cruzado que passou à esquerda do gol do Raja.

O primeiro susto para os atleticanos saiu três minutos depois, quando Moutaouali desviou cruzamento e Victor fez grande defesa. O próprio Moutaouali ameaçou novamente aos 37min, mas seu chute cruzado passou pela área e saiu pela linha de fundo perto da trave direita. Jô voltou a ter boas oportunidades nos instantes finais, mas não aproveitou.

Depois do intervalo, a situação começou a ficar ruim para o Atlético-MG. Aos 5min, Iajour avançou em contra-ataque, saiu cara a cara com Victor e tocou no canto direito para abrir o placar. O Raja aproveitou o momento de instabilidade dos brasileiros e voltou a ameaçar em contragolpe, mas o impedimento de Erraki acabou com ótima chance de ampliar.

O Atlético-MG errava passes e se mostrava perdido, então Cuca buscou mudar o jogo sacando Josué e Marcos Rocha para as entradas de Leandro Donizete e Luan. O torcedor atleticano só pôde se animar, entretanto, por conta do talento de Ronaldinho. Até então apagado, o camisa 10 teve chance na bola parada e não perdoou: pela esquerda, chutou com efeito e viu a bola resvalar na trave antes de repousar na rede.

O empate acalmou o jogo, e o Atlético-MG passou a buscar mais o ataque. O time brasileiro, entretanto, tinha pouca efetividade e acabou punido. Aos 36min, Iajour caiu na área na chegada de Réver, e a arbitragem viu pênalti. Moutaouali foi para a cobrança e acertou no canto esquerdo, deslocando Victor. Os atleticanos tentaram buscar o empate nos minutos finais, mas, desorganizados, nem ameaçaram o goleiro Askri. Nos acréscimos, Mabidé aproveitou contra-ataque e tocou por cima de Victor para destruir o sonho brasileiro de título.

Tags: clubes, derrota, Fifa, Galo, Mundial

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.