Jornal do Brasil

Quinta-feira, 24 de Abril de 2014

Esportes

Auditor banido de julgamento do STJD rejeita "cariocada" contra Portuguesa

Portal Terra

Banido do julgamento desta segunda-feira por ter revelado previamente pelas redes sociais que votaria contra a Portuguesa no julgamento desta segunda-feira, no STJD - que pode definir a queda do time rubro-verde e a salvação do Fluminense -, o auditor Washington Rodrigues de Oliveira tentou se explicar nesta segunda. Em entrevista ao SporTV, Oliveira rejeitou as acusações de uma "cariocada" a favor do Fluminense, mas admitiu que as chances da Portuguesa cair são grandes. 

"Eu não sou carioca, sou paulista. No julgamento da Portuguesa, temos um certo carinho. Mas se errou, vai ter que pagar”, contou o ex-julgador, que afirmou que os paulistas devem cair, caso nada mude. "É difícil sem análise das provas. O Zanforlim (advogado da Lusa) pode tirar um coelho da cartola. Eu não consegui visualizar isso”, explicou.

A participação de Washington Rodrigues de Oliveira foi vetada após o auditor revelar, pelo Facebook, que votaria contra a Portuguesa. Em sua página pessoal, o advogado publicou que a equipe da capital paulista deveria ser punida. A decisão foi tomada por Paulo Valed Perry, presidente da 1ª comissão e referendada pelo Pleno do STJD. Na entrevista, Washington admitiu que os votantes são suscetíveis à pressão externa. 

"Os auditores são seres humanos, não estavam em uma cápsula. Têm acesso. Provavelmente, como eu, eles leram as declarações de dirigentes e tudo", relatou o julgador, que acredita que o julgamento desta segunda será baseado estritamente no regulamento. "Vai ser uma análise técnica São muito legalistas”, salientou. 

O julgamento que selará o destino de Portuguesa e Fluminense no Campeonato Brasileiro está previsto para se iniciar a partir das 17h (de Brasília), O clube do Canindé pode ser punido pela escalação supostamente irregular do meia Héverton na última rodada, que pode fazer com  que o time rubro-verde perca pontos e seja rebaixado - o Fluminense seria o beneficiado direto da ação. 

Tags: desportiva, julgamento, justiça, SP, superior, Tribunal

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.