Jornal do Brasil

Sexta-feira, 25 de Abril de 2014

Esportes

Com números ruins fora de MG, Cuca quer Marrocos com a cara do Independência

Portal Terra

O Atlético-MG chegou ao Marrocos embalado pela ótima temporada, que teve as conquistas do Campeonato Mineiro e da Copa Libertadores da América. No entanto, as estatísticas apontam um desempenho ruim da equipe fora do Estado de Minais Gerais. Para compensar isso longe de casa e no torneio mais importante da história do clube, Cuca pediu empenho aos torcedores que forem a Marrakech acompanhar o Mundial: ele quer o Grand Stade com a cara do Independência, mesmo enfrentando os anfitriões Raja Casablanca na semifinal.

Em 2013, o Atlético-MG venceu apenas cinco das 27 partidas que fez fora de Minas Gerais, sendo três pela Copa Libertadores da América e duas pelo Campeonato Brasileiro – foram ainda oito empates e 14 derrotas. Em números, o rendimento do time é de apenas 22% quando não atua no Estado mineiro.

Cuca viu o Atlético-MG vencer apenas cinco jogos em 27 possíveis longe de Minas em 2013
Cuca viu o Atlético-MG vencer apenas cinco jogos em 27 possíveis longe de Minas em 2013

“Agora não é um campeonato longo, são só duas partidas. Jogamos muito bem fora de casa nas últimas partidas do Campeonato Brasileiro, mesmo sem ter vencido”, opinou Cuca, citando os empates com Bahia e Fluminense. “Vamos tentar fazer daqui a nossa casa, porque teremos também um apoio maciço do nosso torcedor”, acrescentou.

Agora, o Atlético-MG se depara praticamente na condição de visitante para a estreia no Mundial de Clubes, contra o Raja Casablanca – representante marroquino da competição. Como fazer para que o baixo desempenho longe de Minas não seja determinante? Cuca sabe a receita: os 10 mil torcedores atleticanos que são esperados no país africano, que podem dar uma aspecto de Horto para o Grand Stade de Marrakech.

Outro fator que pode beneficiar o Atlético-MG na partida da próxima quarta-feira em Marrakech é o desgaste físico do Raja Casablanca: além de ter vencido o Monterrey por 2 a 1 na prorrogação neste sábado, o time marroquino já havia batido na última quarta o Auckland City, da Nova Zelândia, pelo mesmo placar, mas no tempo normal.

“Tem os dois lados. É bom para eles porque estão em uma sequência de jogos, mas também você pode pensar que eles têm também um certo desgaste, porque vão estar na terceira partida em sete dias”, recordou Cuca.

O Atlético-MG entrou em campo pela última vez no domingo passado, quando empatou por 2 a 2 com o Vitória no Campeonato Brasileiro. O representante sul-americano no Mundial de 2013 chegou ao Marrocos na terça-feira e, desde então, vem realizando uma sessão diária de treinamentos.

Tags: Disputa, Galo, Mundial, preparação, técnico

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.