Jornal do Brasil

Sábado, 19 de Abril de 2014

Esportes

Unilever Vôlei enfrenta o Sesi nesta terça-feira

Jornal do Brasil

O ginásio do Sesi, na Vila Leopoldina (SP), receberá um grande jogo de voleibol nesta terça-feira (10). Atual campeão da Superliga, o Unilever Vôlei entrará em quadra diante da forte equipe do Sesi, vice-campeã paulista, na luta pelas primeiras posições da fase de classificação da competição. Será mais uma pedreira para o time de Bernardinho, que após o retorno do campeonato já contabilizou três vitórias, as duas últimas em confrontos dificílimos, diante de Pinheiros e Uberlândia.

E essa sequência de grandes partidas tem servido para deixar o Unilever Vôlei ainda melhor preparado. Afinal, todo trabalho feito na parada da Superliga, no mês de novembro, está sendo posto em prática.

“A gente sabe que ainda não estamos no nosso melhor momento, jogando o nosso melhor. Passamos muito tempo treinando para ajustar a equipe, foi ótimo, mas não estávamos jogando. E estar em quadra é muito importante para ter ritmo. Conseguimos uma sequência boa após o retorno da Superliga, revertendo placares difíceis e isso dá uma confiança grande, fortalece. Sabemos que o time ainda pode render muito mais e estamos vendo onde podemos melhorar. Ainda estamos batendo cabeça em alguns momentos, mas com esses confrontos difíceis estamos nos preparando melhor”, afirmou Fofão.

Sobre o adversário desta terça, a experiente levantadora atenta para o fato do Sesi explorar o bom elenco que possui. Além disso, Fofão ressalta a qualidade das jogadoras da seleção que atuam pelo adversário.

“O Sesi tem jogadoras que fazem a diferença. Além disso, estão com um ritmo de jogo muito melhor que o nosso, pois jogaram bastante pelo Paulista. Com um bom elenco, o time explora muito a variação de jogadas. Estamos atentas à isso e nos preparando para não sermos pegas de surpresa”, analisou Fofão, explicando que todos no Unilever Vôlei esperam uma vitória, mas o peso do resultado estará  do outro lado.

“Vencer um jogo como esse fora de casa é muito importante. Sempre se espera mais de quem joga dentro de sua casa, pois está diante de seu público, de sua torcida. A responsabilidade maior é sempre de quem recebe. Nosso papel é entrar em quadra sabendo o quanto elas esperam e precisam da vitória. Nós também queremos muito, mas precisamos estar ainda mais ligadas para conseguir”, finalizou.

 

Tags: Disputa, fofão, Rio, SP, VOLEIBOL

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.