Jornal do Brasil

Quarta-feira, 16 de Abril de 2014

Esportes

Fluminense vence Bahia, mas cai para a segundona

Portal Terra

Campeão brasileiro de 2012, o Fluminense passou o vexame de ser rebaixado para a Série B no ano seguinte. Apesar de ter feito sua parte neste domingo, ao vencer o Bahia por 2 a 1, a campanha pífia do time tricolor terminou em tragédia: com 46 pontos, ele não conseguiu sair da zona de rebaixamento e vai disputar a Série B pela segunda vez na história - em 1996, o time também caiu, mas jogou na elite no ano seguinte. Dois anos depois, a queda foi decretada novamente.

O jogo em Salvador começou com oito minutos de atraso, mas pelo menos teve um início agitado e com equilíbrio. O Fluminense levou perigo com Rafael Sóbis e Wagner, que fizeram boas jogadas, mas finalizaram mal. Já o Bahia teve uma grande chance aos 4min: Talisca chutou de longe, Cavalieri defendeu, mas o rebote ficou com Marquinhos Gabriel, que finalizou em cima do goleiro.

Depois disso, a partida ficou mais lenta e até houve uma parada técnica para hidratação, que foi pior para o Fluminense. O Bahia voltou com tudo, mas parou em Cavalieri diversas vezes. O goleiro fez difíceis defesas "de mão trocada" em chutes de William Barbio e Talisca.

Porém, o Fluminense já aprendeu não basta ter apenas um grande goleiro para se salvar. E Cavalieri não teve como evitar o gol do Bahia, aos 42min: após arrancada e cruzamento de Marquinhos pela esquerda, William Barbio apareceu para finalizar de primeira para o gol.

Desesperado pela vitória, Dorival tirou Igor Julião para deixar o Fluminense com quatro atacantes em campo - Samuel, Rafael Sóbis, Kenedy e Biro-Biro. A mudança já poderia ter dado resultado aos 3min, mas Sóbis chutou para fora após driblar Marcelo Lomba e ficar com o gol aberto.

Certamente o atacante foi muito xingado pelos tricolores, mas ele foi exaltado sete minutos depois: após cobrança de lateral, ele dominou a bola de cabeça na ponta esquerda, se livrou de dois marcadores na velocidade e tocou para Wagner empatar a partida.

O gol fez o Bahia ficar acuado e deu espaço para os atacantes do Fluminense. Kenedy arriscou um bonito chute cruzado, perto do gol, aos 18min. Mas o time tricolor atacava com muita vontade e nenhuma organização. Por isso outra oportunidade só surgiu no lance do gol, logo uma jogada de bola parada: após cruzamento da direita, Samuel cabeceou para a rede.

Os jogadores comemoraram por pouco tempo: com a vitória do Coritiba contra o São Paulo, na capital paulista, já ficou decretado o rebaixamento do Fluminense. Os jogadores já sabiam disso e atuaram por mais cinco minutos apenas lamentando a tragédia tricolor em Salvador.

 

Tags: Bahia, choro, Fluminense, Jogadores, rebaixado

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.