Jornal do Brasil

Quarta-feira, 23 de Abril de 2014

Esportes

Após selvageria de torcidas, Vasco é rebaixado para a série B

Incompetência dos dirigentes e falta de uma política de esportes contribuíram para a queda

Jornal do Brasil

O Vasco foi goleado por 5 a 1 pelo Atlético-PR e foi rebaixado. O rebaixamento do Vasco para a segunda divisão do futebol brasileiro foi ofuscado pelas cenas de selvageria nas arquibancadas do palco da partida com o Atlético-PR, em Joinville (SC). Pelo menos três pessoas ficaram gravemente feridas nos confrontos. Às vésperas da Copa do Mundo, o país do futebol é mais uma vez manchado pelas cenas de violência protagonizadas por marginais infiltrados nas torcidas. 

O que mais chamou a atenção foi a falta de policiamento na Arena Joinville. O comandante da PM de Santa Catarina informou que a segurança era feita por uma empresa particular, como se um evento desse porte pudesse ser igualado a uma festa em uma boate.

Briga generalizada nas arquibancadas 
Briga generalizada nas arquibancadas 

As imagens da violência já correram o mundo e, mais uma vez, as críticas ao Brasil já se tornaram uma tônica, sempre lembrando que o país vai sediar uma Copa do Mundo em 2014 e a Olimpíada em 2016.

Este ano, os times do Rio de Janeiro viveram uma crise sem precedentes. Vasco e Fluminense foram rebaixados, não só pela incompetência dos seus dirigentes, mas também pela falta de uma política de esportes no estado e no município. Quando um nome como Índio da Costa é alçado à secretaria de Esportes do município, não poderia se esperar outra coisa. Índio da Costa é o mesmo que foi vice de José Serra nas eleições passadas, ou seja, um nome que não tem qualquer responsabilidade com o esporte.

Vale lembrar que o estado de Santa Catarina, que nunca foi sede de grandes equipes, terá três times na primeira divisão, enquanto que o Rio apenas dois.

Briga generalizada

Uma briga generalizada interrompeu o jogo entre Atlético-PR e Vasco, quando o placar estava 1 a 0 para o Furacão. No momento da confusão, não havia policiais na arquibancada para separar as duas torcidas. 

Dois torcedores do Atlético e um do Vasco ficaram desacordados depois de serem espancados por rivais. Mulheres e crianças entraram em desespero com a violência. Só depois de muito tumulto é que os PMs entraram para acabar com o conflito. Bombas de gás foram disparadas.

Um helicóptero pousou no gramado para levar os ferids. O jogo foi interrompido aos 17 minutos do primeiro tempo. Após muita discussão entre dirigentes do Vasco, que queriam o adiamento da partida, e do Atlético, que queriam a continuidade, o jogo recomeçou.

Após selvageria, Atlético-PR garante Libertadores e rebaixa Vasco

Em partida marcada pela violência entre torcidas, o Atlético-PR goleou o Vasco por 5 a 1 na Arena Joinville e garantiu presença na Copa Libertadores de 2014. Com a derrota, a equipe carioca não consegue escapar do rebaixamento e vai disputar a segunda divisão do Campeonato Brasileiro pela segunda vez em sua história - após militar na Série B em 2009.

O Vasco termina o torneio com 44 pontos e na 18ª colocação. Para se salvar da queda, era necessário apenas vencer o Atlético-PR, uma vez que poderia levar o Criciúma para a zona de rebaixamento. O time do técnico Adilson Batista terá a companha do rival Fluminense na Série B - Ponte Preta e Náutico já haviam sido rebaixados há algumas rodadas.

Para o Atlético-PR, a vitória significou o terceiro lugar na tabela do Brasileiro e a vaga garantida na Libertadores. Em caso de derrota para o Vasco, o time paranaense seria ultrapassado pelo Botafogo e teria que torcer contra a Ponte na final da Copa Sul-Americana para não ver a quarta vaga passar para os campineiros.

Tags: acompanhados, degola, Flu, segundona, Vascão

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.