Jornal do Brasil

Quarta-feira, 16 de Abril de 2014

Esportes

Fora de sorteio, trabalhadores protestam contra "salário de fome"

Portal Terra

Do lado de fora do resort que recebeu o sorteio da Copa do Mundo de 2014, na Costa do Sauípe (BA), um grupo de 20 empregados da indústria hoteleira local protestou contra os baixos salários recebidos na região, um dos principais polos turísticos do Brasil.

Os funcionários são integrantes do Sindicato dos Trabalhadores em Hotéis, Apart-Hotéis, Residence-Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (Sindhotéis) da Bahia. O grupo promovia um protesto pacífico, aproveitando a movimentação no local para criticar as condições de trabalho e o “salário de fome” que recebe.

Entre as principais críticas do Sindhotéis, está a contratação de funcionários sem carteira assinada durante a Copa do Mundo de 2014. Segundo folheto distribuído pelo sindicato, o Ministério do Trabalho “pretende editar medida provisória (MP) para alterar a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) e criar uma nova modalidade de contratação temporária”.

A flexibilização, ainda segundo a entidade trabalhista, permitiria a contratação de funcionários por 14 dias seguidos ou 60 dias avulsos sem registro na carteira de trabalho – e consequentemente, sem benefícios trabalhistas. “Esse assunto ainda não foi discutido com os trabalhadores e os representantes sindicais. É uma medida arbitrária e que prejudica todos os trabalhadores do País”, completou o folheto informativo.

Apesar do protesto, o grupo não causou incômodos à organização do sorteio da Copa do Mundo de 2014. A movimentação foi acompanhada pela Polícia Rodoviária Federal para que não se aproximasse dos trabalho referentes ao Mundial do próximo ano.

Tags: Bahia, empregados, federação, grupos, sorteio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.