Jornal do Brasil

Sexta-feira, 25 de Abril de 2014

Esportes

Blatter comete gafe com datas, e Dilma promete "Copa das Copas"

Portal Terra

O sorteio da Copa do Mundo de 2014, realizado nesta sexta-feira na Costa do Sauípe, contou com os tradicionais discursos de autoridades em seu início. E enquanto a presidente Dilma Rousseff mostrou confiança na capacidade do Brasil para realizar o Mundial, o mandatário da Fifa, Joseph Blatter, se confundiu nas datas e cometeu uma gafe ao relembrar a Copa de 1950.

"No ano que vem fará 60 anos que o Brasil sediou a última Copa, e neste intervalo foi campeão cinco vezes", disse Blatter, enganando-se quando ao tempo: serão 64 anos, e não 60. "Portanto, faz-se justiça a este país, no qual o futebol é um valor intrínseco. Era necessário e é bom voltar", completou o dirigente suíço.

Já Dilma exaltou a diversidade cultural do Brasil e a paixão popular pelo futebol. "Acho que a Copa no Brasil tem um significado especial, o futebol está em casa. Esta será a Copa das Copas, uma Copa para ninguém esquecer. Os visitantes terão a oportunidade de conhecer o Brasil, um país multicultural e empreendedor, uma terra de oportunidades", discursou.

Blatter ainda aproveitou a oportunidade para pedir "união" aos brasileiros em prol do Mundial. Na Copa das Confederações, em junho, protestos marcaram várias partidas da competição. "Eu apelo à população do Brasil em primeira instância: 200 milhões de pessoas, através desta Copa do Mundo, unam-se todos. Porque é para vocês, mas também para todos os torcedores do mundo. Bem-vindos, e aproveitem o futebol".

O evento teve ainda um minuto de silêncio, anunciado por Dilma, em lembrança ao ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, que morreu na noite de quinta-feira. Antes, um vídeo com imagens de Mandela foi exibido no local.

Tags: chave, dilma, Fifa, Mundial, sorteio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.