Jornal do Brasil

Segunda-feira, 21 de Abril de 2014

Esportes

Sóbis desabafa sobre fase ruim do Flu: "parece que matamos alguém"

Portal Terra

Com um olhar preocupado, mas esperançoso, Rafael Sóbis, falou sobre a pressão que vem enfrentando por causa da situação ruim do Fluminense no Campeonato Brasileiro. Com grandes chances de rebaixamento, o jogador tricolor contou que tem mudado a sua rotina diária.

“Deixamos de fazer tudo. A gente não vive. Muita gente acha que estamos de sacanagem, mas somos remunerados e essa é a nossa profissão. Quando recebemos para jogar, tentamos sempre fazer o melhor. Essa é a nossa vida. Tentamos o melhor, mas nem sempre conseguimos. Nunca queremos deixar um legado ruim para o clube e para nós mesmos. Mas nem sempre as coisas saem como queremos. Procuramos fazer o nosso trabalho o melhor possível, mas infelizmente nem sempre sai do jeito que a gente quer", lamentou ele.

Sóbis completou com um relato de como são vistos os jogadores do Fluminense: "temos que seguir e viver da forma que dá e perto de quem nos ajuda. Na fase ruim parece até que matamos uma pessoa, então evitamos sair de casa, até para evitar uma briga ou um estresse” desabafou o atacante.

Sóbis falou ainda sobre a forte chance de rebaixamento e afirmou que tem intenção de ficar no clube indiferente da série que o Fluminense estará. O jogador disse que a situação de risco de rebaixamento é nova em sua carreira, mas que é preciso lutar até o fim.

“Para mim isso (risco de rebaixamento) é novo. Nunca tinha vivido isso, mas não é só de flores a nossa profissão. Da mesma forma que a gente disputa títulos, esse é o nosso título, nos mantermos na primeira e por isso vamos trabalhar. Da mesma forma que trabalhamos para sermos campeões, trabalhamos para sair dessa situação também. Independente da série que vamos jogar, eu tenho contrato e a minha intenção é ficar”, disse o jogador, que salientou que o momento é de união e de juntar os “cacos”.

“Temos agora que fazer a nossa parte. É um momento difícil, mas temos que focar na gente somente. Precisamos nos juntarmos, nos conscientizarmos e juntar os cacos, digamos assim. Sabemos que temos mais um jogo, mas que infelizmente não depende só da gente. Mas temos que nos agarrarmos no nosso trabalho e nas chances que temos”, concluiu o atacante.

 

Tags: Brasileiro, degola, Fluminense, tabela, vasco

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.