Jornal do Brasil

Quinta-feira, 24 de Abril de 2014

Esportes

Vasco vence Náutico no Rio e deixa agonia da queda para última rodada

Portal Terra

A luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro persiste. O Vasco fez sua parte neste domingo e derrotou o lanterna Náutico por 2 a 0 em um Maracanã com mais de 55 mil torcedores, mas seguirá na luta contra a degola até a última rodada. O primeiro gol do jogo foi marcado por Edmílson, logo aos 6min do primeiro tempo, e Bernardo ampliou nos instantes finais.

A derrota do Fluminense no sábado foi um alento para o Vasco, mas o Coritiba derrotou o Botafogo em casa e se manteve na frente do time cruzmaltino. Com o resultado no Maracanã, a equipe do técnico Adilson Batista chega a 44 pontos e sobe para a 17ª colocação, ainda na zona da queda.

Para se salvar do segundo rebaixamento de sua história, o Vasco precisará derrotar o Atlético-PR na última rodada, no próximo domingo, em Joinville, e torcer por tropeços de adversários como Coritiba, Bahia e Criciúma para se salvar. Os resultados, inclusive, definem que Vasco ou Flu irão disputar a Série B em 2014. Já o Náutico, que faz a pior campanha da história dos pontos corridos, se despede da Série A em jogo contra o Corinthians no Recife.

Ciente da necessidade de fazer seu próprio resultado, o Vasco buscou o ataque desde cedo e já abriu o placar aos 6min. Yotún chutou de longe e acertou a trave direita, mas a bola sobrou para Edemílson, que completou com eficiência. Os cariocas seguiram no ataque e Cris ficou perto de ampliar em cabeçada aos 21min, mas Ricardo Berna fez a defesa.

A equipe da casa continuou tentando o ataque, mas dando pouco trabalho para o goleiro do Náutico. O resultado tirava o Vasco da zona de rebaixamento, mas, no Couto Pereira, o Coritiba abriu o placar contra o Botafogo e devolveu os cariocas à degola. A situação não assustou a torcida vascaína, que seguiu cantando no Maracanã.

O jogo caiu de ritmo depois do intervalo, e o Vasco não conseguia se manter no ataque. O Náutico passou a sair mais para o jogo, principalmente com Maikon Leite, ainda que sem criar grandes oportunidades. O rendimento fraco fez com que a torcida vascaína se irritasse e começasse a vaiar a lenta troca de passes.

Os torcedores se irritaram ainda mais quando Adílson Batista sacou Marlone para a entrada de Bernard. O grito de "burro" ecoou pelo Maracanã enquanto o Náutico se soltava cada vez mais. Já em Curitiba, o Coritiba ampliou contra o Botafogo e deixou a vitória mais próxima de si. A aposta de Adilson, entretanto, deu certo. Aos 41min, Bernardo passou fácil pela defesa do Náutico e tocou na saída de Berna.

Tags: adilson, ainda, batista, irritaram, mais, quando, sacou

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.