Jornal do Brasil

Quinta-feira, 17 de Abril de 2014

Esportes

Bahia estraga festa pela taça do Cruzeiro e evita descenso à Série B

Portal Terra

Foi dramático, mas o Bahia conseguiu garantir matematicamente a permanência na Série A do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste domingo, a equipe tricolor ficou na frente do placar por grande parte do jogo, sofreu gol de empate do Cruzeiro aos 39min da etapa final, mas, com um gol salvador aos 45min, venceu os mineiros por 2 a 1 para evitar a queda para a Série B – o clube baiano estragou a festa do adversário, que recebeu a taça em um lotado Mineirão após o jogo.

Agora com 48 pontos na tabela, o Bahia não pode mais ser ultrapassado por Fluminense e Vasco, equipes que ocupam as duas vagas restantes para a Série B – o time baiano enfrenta exatamente o desesperado time tricolor carioca em casa, na última rodada. O Cruzeiro, que ainda não venceu após se sagrar campeão, fica com os mesmos 75 pontos e cumpre tabela contra o Flamengo na última rodada. 

Mesmo fora de casa com o Cruzeiro em festa, foi o Bahia que teve a primeira oportunidade de gol. Aos 9min, Fernandão chutou para boa defesa de Fábio – o time de Minas respondeu em chegadas dois minutos depois. O primeiro gol do confronto viria aos 14min, para os visitantes: William Barbio serviu Marquinhos Gabriel, que tocou na saída de Fábio para balançar as redes e começar a estragar a festa cruzeirense.

Campeão brasileiro, o Cruzeiro não conseguiu repetir no primeiro tempo a atuação que levou a equipe a conquistar o título da competição. O clube mineiro mantinha a posse de bola, mas encontrava trabalho na marcação e criava poucas chances. Até o fim do primeiro tempo, o lance mais acintoso dos donos da casa foi um pênalti em Dagoberto reclamado aos 37min - pouco depois Souza cabeceou sozinho à esquerda do gol de Marcelo Lomba.  

O Cruzeiro voltou para a etapa final com uma postura mais ofensiva e passou a lembrar o elenco campeão da Série A. O Bahia, no entanto, quase fez aos 6min em cabeceada bastante perigosa de Fernandão. Na melhor chance dos mineiros até então, Borges saiu na frente de Lomba, mas perdeu gol feito e chutou por cima aos 9min.

Apesar do Bahia ser perigoso em contra-ataques, o time celeste buscava mais o gol e aos 19min Marcelo Lomba fez duas grandes defesas para impedir o empate cruzeirense. Nos 15 minutos finais, o Cruzeiro partiu para o ataque e o jogo se transformou em duelo de ataque contra defesa. Acuado, o time baiano se defendia como podia e Marcelo Lomba passava a se destacar como herói.

Quando a derrota já parecia certa para os cruzeirenses, que faziam pressão insustentável, Vinícius Araújo apareceu para dar o empate que levou os torcedores à loucura. Aos 39min, o atacante escorou escanteio para deixar tudo igual. No fim, o Bahia conseguiu se superar aos 45min e marcou com Anderson Talisca para se garantir na elite do futebol brasileiro em 2014. 

Tags: cruzeiro, e o jogo, o ataque, para, partiu, se, transformou

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.