Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Esportes

F1: Hamilton quebra, Vettel vence corrida por tempo e sonha com título 

Portal Terra

O alemão Sebastian Vettel está de volta à segunda posição do Mundial de Pilotos da Fórmula 1. Neste domingo, o piloto da Red Bull aproveitou o abandono do britânico Lewis Hamilton e venceu com tranquilidade o Grande Prêmio de Cingapura, diminuindo a vantagem do líder do campeonato, Fernando Alonso. O espanhol terminou no terceiro lugar a corrida deste domingo, que curiosamente terminou por tempo e não pelo número de voltas completas.

A etapa no Circuito de Marina Bay tinha 61 voltas programadas, mas terminou duas antes para não exceder o limite de tempo estabelecido, de duas horas. Vettel cruzou a linha de chegada após 2h0026s144 na primeira posição. A longa duração do evento se explica pelas duas entradas do safety car, que foi acionado após erro do indiano Narain Karthikeyan, que bateu sua HRT no muro; e após acidente envolvendo o alemão Michael Schumacher, da Mercedes, e o francês Jean-Éric Vergne, da Toro Rosso.

Após largar em terceiro, o alemão superou o venezuelano Pastor Maldonado, da Williams, na largada e vinha em segundo até a 23ª volta, quando o líder Hamilton abandonou devido a um problema na caixa de câmbio.

A quebra facilitou o trabalho de Vettel, que passou a dominar a prova sem ser ameaçado pelo segundo colocado, o britânico Jenson Button. Alonso, que largou no quinto posto, ainda subiu ao pódio, enquanto que Maldonado abandonou com um problema hidráulico na 37ª volta.

Com o resultado, o espanhol manteve boa vantagem na liderança do Mundial: ele soma agora 194 pontos, contra 165 do alemão. Sexto colocado neste domingo, o finlandês Kimi Raikkonen coleciona 149 pontos. Já Hamilton segue com 142.

Em cinco edições do GP de Cingapura, Vettel se igualou a Alonso e é o maior vencedor da história da prova, com duas vitórias - já havia ganhado em 2011. No ano, o piloto da Red Bull não triunfava desde o GP do Bahrein, em 22 de abril.

Os dois brasileiros fizeram corridas de recuperação na noite de Cingapura. Depois de se envolver em um incidente na largada e cair para o 22º posto por causa de um furo no pneu, Felipe Massa fez uma boa corrida de recuperação e terminou no oitavo lugar. Bruno Senna, que partiu em 22º, foi o 11º. Ele perdeu a chance de chegar na zona de pontuação ao ser ultrapassado por Mark Webber a cerca de sete minutos do fim. Depois, com problemas no carro, foi obrigado a abandonar.

A próxima etapa da temporada será realizada no dia 7 de outubro, em Suzuka, no Japão. Este será a 15ª corrida das 20 programadas no calendário de 2012.

A corrida

Lewis Hamilton começou a prova sem problemas e não foi ameaçado por Maldonado na largada. Pelo Contrário, o venezuelano largou mal e acabou ultrapassado por Sebastian Vettel e Jenson Button. Quem também não se deu bem foi Felipe Massa, que sofreu um furo em um dos pneus de sua Ferrari e caiu para a última posição. Com isso, foi obrigado a entrar nos boxes. Ele aproveitou para trocar os compostos supermacios pelos macios.

A partir da terceira volta, Hamilton e Vettel começaram a abrir uma boa vantagem para o restante do pelotão. A partir da 12ª volta, os primeiros colocados começaram a fazer suas paradas, trocando os pneus supermacios pelos macios. Como ninguém teve problemas, a ordem da corrida não foi alterada e Hamilton e Vettel continuaram dominado a prova.

O cenário não se alterou ao longo das demais voltas. Em nenhum momento Vettel ameaçou um ataque a Hamilton. No bloco de intermediário não eram tantas as disputas, com exceção de uma bela ultrapassagem de Fernando Alonso sobre Niko Hulkenberg para recuperar a quinta posição.

Isso até a 23ª volta, quando Lewis Hamilton teve problemas em seu carro, perdendo todas as marchas, e foi ficando lento até parar. O inglês saiu andando desolado pela pista, enquanto Vettel assumia a liderança, seguido por Jenson Button.

A partir daí a grande briga ocorreu entre Maldonado e Alonso. A disputa passou a valer o terceiro lugar da corrida. Após pararem juntos nos boxes na 30ª volta, a diferença entre eles praticamente deixou de existir e o espanhol iniciou uma perseguição implacável ao rival, chegando a colocar o carro de lado na 33ª volta, mas sem sucesso.

Nesta mesma volta, Narain Karthikeyan bateu no guard rail na curva 18 e forçou a entrada do safety car. Com isso, todos os pilotos que não haviam feito a segunda parada entraram nos boxes.

Com o safety car na pista, Maldonado foi avisado pela equipe que tinha um problema hidráulico em seu carro e teria de abandonar, o que fez na 37ª volta.

O carro de segurança ficou mais duas voltas na pista e na relargada não houve nenhum incidente. Porém, ainda na 39ª volta, Schumacher perdeu o ponto de freada e atropleou o carro de Jean-Eric Vergne, obrigando a entrada do safety car mais uma vez.

Na 44ª volta, Felipe Massa protagonizou a ultrapassagem mais bonita da corrida. Em uma briga de brasileiros, ele partiu para cima de Bruno Senna, foi prensado contra o guard rail, mas conseguiu segurar o carro no braço e assumiu a nona colocação. Duas voltas depois, Massa conseguiu a ultrapasagem sobre Daniel Ricciardo.

Depois disso, o único momento mais relevante foi a ultrapssagem de Mark Webber sobre Bruno Senna a sete minutos do fim para assumir a décima colocação e tirar o brasileiro da zona de pontuação.

>> Confira o resultado final do GP de Cingapura:

1 - Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) - 2h00m26s144

2 - Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) - a 8s959

3 - Fernando Alonso (ESP/Ferrari) - a 15s227

4 - Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) - a 19s063

5 - Nico Rosberg (ALE/Mercedes) - a 34s759

6 - Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault) - a 35s700

7 - Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) - a 36s600

8 - Felipe Massa (BRA/Ferrari) - a 42s800

9 - Daniel Ricciardo (AUS/STR-Ferrari) - a 45s800

10 - Mark Webber (AUS/RBR-Renault) - a 47s100

11 - Sergio Perez (MEX/Sauber-Ferrari) - a 50s600

12 - Timo Glock (ALE/Marussia-Cosworth) - a 1 volta

13 - Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) - a 1 volta

14 - Nico Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes) - a 1 volta

15 - Charles Pic (FRA/Marussia-Cosworth) - a 1 volta (*)

16 - Heikki Kovalainen (FIN/Caterham-Renault) - a 1 volta

17 - Pedro de la Rosa (ESP/HRT-Cosworth) - a 1 volta

>> Não completaram: 

Bruno Senna (BRA/Williams-Renault) - a duas voltas

Vitaly Petrov (RUS/Caterham-Renault) - a duas voltas

Jean-Eric Vergne (FRA/STR-Ferrari) - a 21 voltas

Michael Schumacher (ALE/Mercedes) - a 21 voltas

Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault) - a 23 voltas

Narain Karthikeyan (IND/HRT-Cosworth) - a 29 voltas

Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) - a 47 voltas

Tags: alemão, colocação, corrida, F1, GP

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.