Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Fevereiro de 2017

País - Eleições 2014

"Ela que chore por outras coisas que quiser chorar" diz Lula sobre Marina

Durante ato político, ex-presidente fala sobre reação da candidata ao se queixar dos ataques 

Jornal do Brasil

Em resposta às declarações da candidata à Presidência da República pelo PSB Marina Silva, em entrevista da Folha de S. Paulo, publicada nesta sábado(13), o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva disse que ela estaria “chateada” por não ter sido escolhida por ele para ser a sua sucessora em 2010. 

“Se a companheira está chateada porque eu não escolhi ela, paciência. Agora, não vá chorar na imprensa dizendo que eu falei mal, porque eu nunca falei o nome dela em nenhum comício, a não ser aqui hoje. Ela que chore por outras coisas que quiser chorar. Eu não perco amizade por divergência política”, afirmou durante o ato político da campanha do candidato ao governo de São Paulo pelo PT, Alexandre Padilha, em Sapopemba, Zona Leste, neste sábado.

O ato contou ainda com a presença de políticos como o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), e o senador Eduardo Suplicy (PT). Durante o evento, Lula elogiou a candidata Dilma Roussef. "Muita gente dizia: ‘Ela não entende de política, ela nunca foi vereadora, nunca foi deputada, nunca foi prefeita’. E eu dizia: ‘Ela aprende, uma pessoa que estudou o tanto que ela estudou tem que aprender’. E a bichicha é inteligente. Ela aprendeu, e aprendeu muito”.

Marina, que foi ministra do Meio Ambiente durante o governo Lula, deu a entrevista à Folha de S. Paulo após um compromisso de campanha no Rio de Janeiro. Segundo a reportagem, Marina chorou ao comentar os ataques que teria sofrido do PT e de Lula e que estaria sendo injustiçada. Marina também lembrou a campanha de Lula em 1989, quando ele perdeu a disputa à presidência para Fernando Collor. “Sofri muito com as mentiras que o Collor dizia naquela época contra o Lula. A gente fazia de tudo para explicar que não era assim. Me vejo fazendo a mesma coisa agora”, disse Marina na entrevista.

Durante o ato político, Lula relembrou que Marina pediu demissão do cargo de ministra do Meio Ambiente em 2007. “Ela nasceu, cresceu e teve todos os cargos no PT”. O ex-presidente ainda alfinetou a candidata à presidência pelo PSB, sem mencionar diretamente seu nome: “Um verdadeiro líder não muda de partido toda hora, não muda de opinião. Um verdadeiro líder evolui. E é isso que está acontecendo com a Dilma.”

Tags: declaração, eleições 2014, entrevista, Lula, Marina Silva

Compartilhe: