Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Dezembro de 2014

País - Eleições 2014

Dilma defende doação de prótese dentária a agricultora baiana

Portal Terra

A presidente e candidata à reeleição pelo PT, Dilma Rousseff, disse nesta segunda-feira, em entrevista coletiva, que o erro na doação de uma prótese dentária para uma agricultora do norte da Bahia foi ela ter recebido o benefício na véspera da gravação de seu programa eleitoral. Para Dilma, a eleitora Marinalva Gomes Filha, 43 anos, já deveria ter recebido os novos dentes.

No sábado, a Folha de S.Paulo informou que o governo federal pediu à prefeitura de Paulo Afonso (BA) para atender a agricultora, que participaria do programa eleitoral. O Ministério do Desenvolvimento Social afirma que a prática é rotineira na pasta – ao identificar um problema, o cidadão é encaminhado para órgãos competentes.

Segundo a presidente, os beneficiários do Bolsa Família têm direito de ser encaminhados para outros programas do governo federal, como o Brasil Sorridente, plano nacional de saúde bucal. “É lamentável é que tenham dado para ela um dia antes a minha chegada. Tinha obrigação de quando ela receber o Bolsa Família, receber também (a prótese), porque essa é a parceria”, explicou a presidente, em entrevista no Palácio da Alvorada. "O erro não está em ter dado, foi em ter dado tão tarde", disse.

“Não ter dente é uma coisa que a gente não pode conviver, uma pessoa não ter dente. Ela não consegue comer direito, mastigar os alimentos, portanto ela vai ter dificuldade de digerir. Além disso tem uma questão sócio-cultural, a pessoa não ri. nós seres humanos temos uma cultura incrustada na gente - a gente é um animal que ri, acha graça, ri de si mesmo, porque essa é uma característica nossa”, disse.

Avião de Campos 

Questionada sobre supostas irregularidades no uso do jato Cessna por Eduardo Campos, Dilma evitou fazer “avaliações pessoais” sobre os oponentes, mas  disse que os candidatos a presidente da República devem dar explicações de tudo.

“Não estou acompanhando isso, porque isso não objeto de meu mais profundo interesse. Agora, acredito que nós que somos candidatos inexoravelmente temos de dar explicação de tudo, temos de dar explicação sobre o tema”, disse. “Eu não faço avaliações pessoais sobre candidato de forma alguma. não acho que isso seja uma postura correta. Candidato a qualquer cargo eletivo está sujeito a ser perguntado a qualquer questão e deve responder”, acrescentou.

Na entrevista, Dilma voltou a indiretamente rebater críticas de Marina Silva. A candidata do PSB disse, no fim de semana, que o Brasil não precisa de um gestor. "É intrínseco ao presidente da Republica se preocupar com a gestão, porque se não se preocupar com a gestão esse presidente da República quer ser rei ou rainha da Inglaterra", disse.

Agenda com CNBB 

Sem agenda de candidata nesta segunda-feira, Dilma Rousseff recebeu no fim da tarde desta segunda-feira o presidente da Confederação Nacional de Bispos do Brasil (CNBB), Raymundo Damesceno, com quem conversou sobre um plebiscito para a reforma política, ideia de interesse dos dois. Dilma disse aos jornalistas que a entidade pretende fazer um abaixo-assinado em busca de assinaturas no feriado de 7 de Setembro em defesa da iniciativa.

Tags: 2014, campanhas, candidatos, Eleições, sucessão

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.