Jornal do Brasil

Sábado, 1 de Novembro de 2014

País - Eleições 2014

TRE proíbe Pezão de fazer campanha usando prédios e servidores públicos

Jornal do Brasil

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) proibiu que o candidato Luiz Fernando Pezão (PMDB) faça campanha eleitoral utilizando, ilegalmente, bens, prédios e servidores públicos. A liminar também impede Pezão de divulgar sua agenda de campanha com atividades em bens públicos. 

A decisão liminar impedindo Pezão de fazer atividades de campanha em prédios públicos foi do desembargador Wagner Cinelli de Paula Freitas. Caso o candidato do PMDB descumpra a decisão e realize atos de campanha nestes espaços, com a presença de servidores, e publique esses atos em sua agenda, será aplicada multa diária de R$ 5 mil. 

Nas últimas semanas, Pezão realizou eventos de campanha em prédios públicos, inclusive com a presença e participação ativa de servidores públicos. Entre as atividades estão a visita à UPP da Vila Kennedy, ao Hospital da Mulher, em São João de Meriti, e ao Centro Vocacional Tecnológico (CVT) Colubandê, em São Gonçalo, entre outros eventos. Essas atividades de campanha em órgãos públicos eram, inclusive, divulgadas no site oficial do candidato. 

A decisão se deu em representação da Frente Popular, coligação de partidos que apoia a candidatura de Lindberg Farias (PT). 

Tags: 2014, Eleições, estadual, Rio, sucessão

Compartilhe:

Comentários

1 comentário
  • Ronaldo Vaz

    Na verdade, eu não vejo nada demais nisso, ele é governador e tem permeabilidade em ambientes do governo, mas não distribui material ou faz discursos de campanha em prédios públicos.

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.