Jornal do Brasil

Domingo, 23 de Novembro de 2014

País - Eleições 2014

'É a lógica da reeleição', diz Alckmin sobre agenda mista

Portal Terra

O governador e candidato à reeleição Geraldo Alckmin (PSDB) recorreu novamente a uma agenda mista - oficial e de campanha -, nesta segunda-feira, durante uma vistoria no Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Heliópolis - inaugurado em 2009 na zona sul da capital. Ao lado de assessores do Palácio dos Bandeirantes, do secretário estadual de Saúde, David Uip, e de assessores da campanha, Alckmin visitou as instalações da unidade que é a maior AME do Estado, posou para fotos, beijou idosos e crianças e bebeu cafezinho - sempre acompanhado de fotógrafo e cinegrafista da equipe responsável pelo horário eleitoral do candidato.

Indagado sobre como separa a agenda de governador da de candidato, Alckmin respondeu que “90% da minha agenda é governo”. “Esse horariozinho de almoço a gente tira para dar uma mensagem, um recado (ao eleitor). As noites também não uso para campanha, mas fins de semana, sim.”

Sobre o uso de assessores de governo - dentre os quais, jornalistas da assessoria de imprensa do Palácio - na agenda que contou com assessores da campanha, o candidato à reeleição resumiu: “Aqui foi uma ação de governo, vistoriando, perguntando, verificando. Aí no horário de almoço dou o recado - essa é a lógica da reeleição”, declarou, para completar: “Você está presente, junto - e população quer ver”.

Após a visita, o governador deu entrevista coletiva, na qual prometeu ampliar o número de 52 AMEs do Estado “para um número de aproximadamente 100”, mas não estabeleceu prazo. Para o fim do atual mandato, contudo, o tucano previu chegar a mais oito unidades “já programadas” - o que totalizaria 60 AMEs, ou 40 a menos que as cerca de 100 prometidas.

Alckmin também prometeu “levar a todas as AMEs do Estado” o modelo de atendimento adotado na unidade de Heliópolis e em outras 16. Nelas, são feitos procedimentos cirúrgicos de pequena e média complexidade, além de exames de diagnóstico por imagem e internamento de um dia - 100% pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

“Já temos prédios, laboratórios, diagnóstico, especialistas. Temos que ampliar a área de cirurgia, com equipamentos e leitos-dia, eu diria que 80% (das oito AMEs em andamento) estão prontos. Das 52 AMEs, 16 já são de alta resolutividade; nossa proposta é levar para todas esse modelo em que se faz tudo: do diagnóstico ao tratamento”, disse.

Tags: 2014, Eleições, estadual, SP, sucessão

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.