Jornal do Brasil

Quinta-feira, 18 de Setembro de 2014

País - Eleições 2014

Crivella investe em mensagens de autoajuda no Facebook 

Portal Terra

O candidato ao governo do Rio de Janeiro Marcelo Crivella (PRB) tem usado com frequência as redes sociais para passar mensagens de cunho motivacional aos seus eleitores e seguidores. Pouco de política é discutido em uma das fan pages de Crivella, que é senador e bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus. Na manhã desta segunda-feira, por exemplo, os mais de 650 mil seguidores da página “Marcelo Crivella” foram recebidos com a seguinte mensagem: “Deus não castiga. Quem castiga são os nossos erros”.

O post, similar a dezenas de outros publicados no perfil, tinha mais de 3,3 mil curtidas e 2,5 mil compartilhamentos até o início desta tarde. Segundo colocado nas pesquisas de intenção de voto, mesmo depois de mais de um mês do início da campanha, Crivella não dá pistas de que vá mudar o teor das suas publicações.   

No domingo, além de mensagens em alusão ao Dia dos Pais, o candidato, que prega a separação entre política e religião, postou: “A luta é grande... mas Deus é maior”. Em todas as postagens está incluído o slogan “Crivella 10 governador – o Rio em boas mãos”. O candidato do PRB também utiliza, com frequência, as imagens de cachorros, campeãs de audiência no Facebook, para atrair os seguidores. Na sexta-feira, por exemplo, como quem quer descontrair, era possível conferir um vídeo mostrando três cãezinhos brincando com biscoitos.

Dentro da linha motivacional, o concorrente utilizou uma frase do ativista político americano Martin Luther King para se dirigir aos internautas. “Quem é incapaz de perdoar, é incapaz de amar”, dizia o texto, que foi sucesso de público, com mais 13,6 mil curtidas.   

Página oficial do candidato

Já em outro perfil dedicado oficialmente à campanha, sob o nome “Crivella Governador”, os números são bem mais modestos. Por ali, até agora apareceram  16 mil seguidores. A página tem alguns posts sobre propostas de governo do candidato, como a ampliação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), projeto criado pelo ex-governador Sérgio Cabral (PMDB), para todo o território fluminense. Ele também mostra projetos de lei que ajudou a criar ou aprovar no Senado.

No mesmo espaço, a candidatura de Crivella criou a seção Fato e Boato, dedicada a mostrar “mentiras” contadas sobre ele. Um exemplo de boato? “Em sua vida pública, dez anos como senador e dois como ministro, Crivella nunca misturou política com religião”, diz uma postagem.

Segundo Crivella, com as mensagens de autoajuda, a sua ideia é mostrar “o lado bom das coisas”. Em debate realizado no SBT na semana passada, ele afirmou que teve um post com mais de 400 mil compartilhamentos. “São sempre mensagens atuais. Isso gera uma afinidade muito grande”, afirmou. Segundo o concorrente, “a vida é isso, um dando força para o outro”.

Tags: 2014, campanha, candidatura, Crivella, Eleições

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.