Jornal do Brasil

Sábado, 29 de Novembro de 2014

País - Eleições 2014

Aécio diz que vai combater tráfico de drogas com controle das fronteiras

Agência Brasil

O candidato à Presidência da República, Aécio Neves (PSDB), disse hoje (8) que, se eleito, pretende combater o tráfico de drogas, com reforço do controle das fronteiras.

"O aumento do tráfico e do consumo de drogas no Brasil é uma das maiores tragédias do nosso tempo. Tragédias que vêm acabando com a vida de inúmeras, milhares de famílias do Brasil inteiro, e a questão das drogas tem que ser tratada em duas vertentes. A primeira, o tráfico com controle das nossas fronteiras, com polícia, com inteligência, com tudo que não vem acontecendo até aqui. E a segunda vertente, é a da dimensão da vida", disse.

O tucano visitou um centro de tratamento de dependentes químicos, acompanhado do governador de São Paulo e candidato à reeleição, Geraldo Alckmin, em Botucatu, no interior paulista.

O candidato também disse que, se eleito, vai investir em parcerias com os estados para garantir a segurança pública.  "Não há nenhuma parte do mundo em que o governo federal não tenha uma parcela de responsabilidade em relação à criminalidade. O [combate ao] tráfico de drogas, de armas e controle das fronteiras são responsabilidades da União. O que o governo vem fazendo é a terceirização de responsabilidades. No nosso governo, vai haver uma política nacional de segurança pública. Nós vamos investir no controle das nossas fronteiras, o que o atual governo não fez. Vamos fazer parceria com os estados sem contingenciamento dos recursos de segurança pública que vem acontecendo no Brasil", disse o candidato.

Durante visita à clínica, que atende 52 dependentes de álcool e drogas ilícitas, Aécio elogiou o projeto do governo paulista e conversou com pacientes. ”Nosso governo vai ter também um projeto claro, de ampliação desses centros de reabilitação que já fazíamos em Minas Gerais, por todo Brasil,” disse o tucano. Depois, Aécio Neves e Geraldo Alckmin, acompanhados do prefeito da cidade João Cury (PSDB), percorreram o centro comercial da cidade.

Aécio Neves rebateu as críticas da presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, sobre os discursos pessimistas em relação à economia do país. "É bom que fique claro que o pessimismo não é em relação ao Brasil. O Brasil está aí com todas as condições de retomar um ciclo virtuoso, um crescimento sustentável por longo tempo. O pessimismo é em relação ao governo. A este governo que fracassou na condução da economia, na gestão do Estado e fracassou também na melhoria dos nossos indicadores sociais", argumentou o tucano.

Tags: 2014, campanhas, candidatos, Eleições, sucessão

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.