Jornal do Brasil

Sábado, 29 de Novembro de 2014

País - Eleições 2014

Luciana Genro defende fim do fator previdenciário

Já Pastor Everaldo defende mais segurança

Agência Brasil

Os candidatos à Presidência da República, Luciana Genro (PSOL), e Pastor Everaldo (PSC) participaram de compromissos de campanha hoje (4) em Porto Alegre e São Paulo, respectivamente. Luciana Genro disse ser a favor do fim do fator previdenciário. Já Pastor Everaldo defendeu mais segurança para o setor de transporte.

A candidata do PSOL participou de ato na Esquina Democrática, tradicional ponto de reunião popular da capital gaúcha.

“Nossos aposentados sofrem por causa do fator previdenciário, que foi uma maldade. Queremos seu fim e que os aposentados tenham reajuste igual ao do salário mínimo”, disse. Luciana Genro também voltou a propor a taxação das grandes fortunas, com alíquota anual de 5% sobre as fortunas acima de R$ 50 milhões. Para a candidata, que o Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) deve ser usado para fomentar cadeias produtivas e setores econômicos de pequeno e médio porte, e não grandes conglomerados.

O presidenciável Pastor Everaldo teve encontro com a diretoria do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas (Setcesp) em Guarulhos, região metropolitana da capital paulista. No evento, ele destacou a necessidade de segurança para os transportadores. Também defendeu a cassação do registro das empresas que vendem mercadorias roubadas. De manhã, Pastor Everaldo participou de uma reunião de pastores da Igreja Assembleia de Deus do Belém.

A agenda do candidato Mauro Iasi (PCB) prevê, para esta segunda-feira, uma palestra na Universidade Federal do Paraná, em Curitiba. 

Já em São Paulo, o candidato Eduardo Jorge (PV) participa na noite de hoje de debate na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo.

Tags: 2014, Eleições, genro, presidencial, sucessão

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.