Jornal do Brasil

Quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

País - Eleições 2014

Garotinho vai a restaurante popular e promete novas unidades

Portal Terra

Deputado federal e candidato ao governo do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho (PR) almoçou nesta segunda-feira no restaurante popular da Central do Brasil, no Centro da capital fluminense. Ele pagou a entrada – R$ 1 –, comeu feijão, arroz, frango, purê de batata e alface e prometeu construir outros 40 restaurantes no estado.

O ex-governador evitou falar de outros temas e lembrou os estrangeiros que passaram pelo Rio durante a Copa e também almoçaram no local. "O restaurante popular é um programa de grande sucesso. A Copa foi um exemplo disso, até os turistas aproveitaram para comer aqui", afirmou. 

Segundo o candidato, hoje esse modelo serve cerca de 30 mil refeições por dia. O seu projeto é aumentar esse número para cerca de 100 mil. Depois o candidato caminhou pelas ruas e arredores do camelódromo, vizinho à Central, cumprimentando eleitores ao lado da filha e também candidata Clarissa Garotinho.  Ele encerrou seus compromissos de campanha desta segunda-feira no Mercado Popular Leonel de Moura Brizola.

Garotinho está tecnicamente empatado com os candidatos Luiz Fernando Pezão (PMDB) e Marcelo Crivella (PRB), segundo a última pesquisa realizada pelo Ibope a pedido da TV Globo divulgada no dia 30 de julho. O deputado federal tem 21% das intenções de voto, Crivella tem 16% e Pezão, candidato à reeleição, tem 15%. Como a margem de erro é de três pontos percentuais, eles estão tecnicamente empatados.

Candidato do PT, o senador Lindberg Farias tem 11% das intenções de voto. Dayse Oliveira, do PSTU, aparece com 2% das intenções, e Ney Nunes (PCB) e Tarcísio Motta (Psol), com 1% das intenções de voto. Brancos e nulos somam 21%, e não sabe ou não respondeu, 12%.

Garotinho é o candidato com a maior rejeição: 44% dos entrevistados disseram que não votariam nele de jeito nenhum. Lindberg e Pezão têm índice de rejeição de 17%, e Crivella, de 15%.

Segundo o Ibope, apenas 2% dos entrevistados consideraram a administração do governador Pezão ótima, e 16% acham ela boa. Quarenta por cento pensam que ela é regular, 14% acham ruim e 17% disseram que é péssima. Onze porcento não responderam ou não souberam avaliar.

A pesquisa mostrou que 36% dos entrevistados disseram que aprovam a maneira como Pezão vem governando o Rio, 45% desaprovam e 18% não souberam ou não responderam.

Essa é a primeira pesquisa Ibope feita após a definição das candidaturas. O levantamento foi feito entre os dias 26 a 28 de julho, entrevistando 1.204 eleitores. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral com o número  RJ- 00011/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR - 00271/2014.

Tags: 2014, Eleições, estadual, Rio, sucessão

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.