Jornal do Brasil

Domingo, 27 de Maio de 2018 Fundado em 1891

Economia

Delegação dos EUA vai à China para discutir comércio

Jornal do Brasil

O presidente americano, Donald Trump, confirmou nesta terça-feira que nos próximos dias enviará à China uma delegação ministerial, liderada pelo secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, para "chegar a um acordo" sobre o comércio.

"Acho que temos muitas chances de chegar a um acordo", disse Trump na Casa Branca.

O presidente chinês, Xi Jinping, que Trump descreve como "um de seus amigos", afirmou "há quatro dias que a China se abrirá", garantiu o presidente americano.

"Por enquanto, não está aberta. Eles comercializam conosco, mas não fazemos isso com eles", lamentou Trump, cujo governo impôs tarifas às importações de aço e alumínio da China, entre outros países.

Insatisfeito com o déficit comercial dos Estados Unidos com a China e com as práticas comerciais chinesas, que classifica de "injustas", Trump também ameaçou taxar cerca de 50 bilhões de dólares de produtos chineses importados.

"É por isso" que uma delegação visitará o gigante asiático, "a pedido da China", "nos próximos dias", afirmou, acrescentando que ela seria comandada por Mnuchin e o representante de comércio (USTR), Robert Lighthizer.

Segundo o jornal Wall Street Journal, a delegação, que viajará em 3 e 4 de maio, também incluirá o assessor comercial da Casa Branca Peter Navarro, conhecido por suas visões intransigentes sobre a política comercial da China.

vmt/lo/cc

Agência AFP


Compartilhe: