Jornal do Brasil

Segunda-feira, 22 de Janeiro de 2018 Fundado em 1891

Economia

Bitcoin começa a ser negociada nos EUA e bate recordes

Volatilidade já causou duas suspensões das negociações

Agência ANSA

A Chicago Board Options Exchange (CBOE), uma das principais Bolsas de futuros dos Estados Unidos, começou nesta segunda-feira (11) a negociar ações que envolvem a criptomoeda Bitcoin, com recordes de valorização.

A entidade não negocia contratos futuros em Bitcoins, mas sim fará a cotação da moeda virtual em uma corretora da criptomoeda, a Gemini.

Após começar a ser negociada na faixa dos US$ 15 mil, a valorização atingiu os US$ 18.850, provocando por duas vezes o chamado "circuit-breaker", quando a volatilidade das ações é tamanha que o mercado suspende as negociações por um período.

Além da Bolsa de Chicago, que "estreou" o mercado da criptomoeda nos Estados Unidos, o Bitcoin vai estrear na próxima segunda-feira (18) na CME, que também está localizada na cidade.

Desde o fim de outubro, a moeda virtual vem tendo uma valorização recorde, no que analistas consideram essa como uma "nova bolha" no mercado financeiro. Para se ter ideia, no início de 2017, a criptomoeda era negociada por "apenas" US$ 800.

A alta valorização começou a acelerar após as bolsas de Chicago informarem que negociariam em Bitcoin; agora, os boatos que dão conta que a tradicional Nasdaq também estaria avaliando entrar nesse mercado já em 2018.

Tags: bitcoin, criptomoeda, economia, moeda, valorização

Compartilhe: