Jornal do Brasil

Domingo, 25 de Fevereiro de 2018 Fundado em 1891

Economia

Petróleo fechou em queda nesta quarta

Jornal do Brasil

Os barris de petróleo fecharam em queda nesta quarta-feira (6), com o mercado preocupado com o desempenho do mercado nos Estados Unidos. Investidores aguardam os dados oficiais sobre estoques norte-americanos. 

Na Bolsa Mercantil de Nova York, o barril de WTI fechou a US$ 56,09, caindo 2,66%. O Petróleo Brent para entrega em Fevereiro registrou perdas 2,31% para negociação a US$ 61,41 por barril.

O relatório do Instituto Americano de Petróleo, grupo do setor petrolífero, divulgado nesta terça-feira mostrou que os estoques de crude dos EUA tiveram redução de quase 5,5 milhões de barris na semana passada frente a expectativas de redução em torno de 4 milhões de barris. No entanto, o relatório também mostrou um aumento de 2,2 milhões de barris de gasolina nos estoques, e alta também de estoques de destilados.

Exploradores de shale oil dos EUA aumentaram em dois o número de sondas, levando a contagem total para 749 sondas na semana passada, valor mais alto desde setembro. 

Às 11h58, o barril de WTI para entrega em janeiro tinha queda de 1,18%, a US$ 56,94. Já o barril de Brent para fevereiro recuava 0,91%, a US$ 62,29. 

Na semana passada, foi definida a esperada extensão nos cortes de produção da Opep e outros produtores. O pacto, que terminaria em março, foi estendido até o final de 2018, com a inclusão da participação da Nigéria e da Líbia. 

Os barris de petróleo, que custavam em torno dos US$ 100 até o final de 2014, chegaram abaixo de US$ 30 no ano passado.

>> Opep prorroga cortes na produção de petróleo por 9 meses

>> Jim O’Neill no 'Project Syndicate': A irregularidade do petróleo

>> 'Financial Times': Traders de commodities miram escala de participação no mercado

Tags: acordo, alta, baixa, brent, opep, petroleo, wti

Compartilhe: