Jornal do Brasil

Quinta-feira, 26 de Abril de 2018 Fundado em 1891

Economia

Petróleo fechou em alta 

Jornal do Brasil

Os barris de petróleo fecharam em alta nesta terça-feira (5), ainda repercutindo a extensão nos cortes de produção definida pela reunião da Opep realizada na semana passada.

Mais cedo, os barris tinham queda com o mercado preocupado com o desempenho do mercado nos Estados Unidos. Exploradores de shale oil dos EUA aumentaram em dois o número de sondas, levando a contagem total para 749 sondas na semana passada, valor mais alto desde setembro. O mercado agora aguarda os dados sobre estoques norte-americanos. 

Na Bolsa Mercantil de Nova York, o barril de WTI fechou a US$ 57,63, subindo 0,28%. O Petróleo Brent para entrega em Fevereiro registrou ganhos 0,67% para negociação a US$ 62,87 por barril.

Às 9h21, o barril de WTI para entrega em janeiro tinha queda de 0,30%, a US$ 57,16. Já o barril de Brent para fevereiro recuava 0,30%, a US$ 62,26. 

Na semana passada, foi definida a esperada extensão nos cortes de produção da Opep e outros produtores. O pacto, que terminaria em março, foi estendido até o final de 2018, com a inclusão da participação da Nigéria e da Líbia. 

Os barris de petróleo, que custavam em torno dos US$ 100 até o final de 2014, chegaram abaixo de US$ 30 no ano passado.

>> Opep prorroga cortes na produção de petróleo por 9 meses

>> Jim O’Neill no 'Project Syndicate': A irregularidade do petróleo

>> 'Financial Times': Traders de commodities miram escala de participação no mercado



Tags: acordo, alta, baixa, brent, opep, petroleo, wti

Compartilhe: