Jornal do Brasil

Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017

Economia

Pregão fecha em alta impulsionado pela Vale e Petrobras

Jornal do Brasil

O principal índice da Bovespa fechou em leve alta nesta quarta-feira (11), depois de oscilar entre altas e baixas, influenciada pelos ganhos de papéis atrelados a commodities, principalmente Vale e Petrobras.

O pregão fechou em alta de 0,51%, aos 62.446 pontos.

As atenções dos investidores ficaram divididas entre o noticiário corporativo e a expectativa da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) sobre a taxa básica de juro, anunciada nesta quarta.

>> Copom reduz a taxa Selic para 13,00% ao ano

Analistas já haviam previsto um corte de 0,75 ponto percentual na Selic, que atualmente está fixada em 13,75% ao ano.

>> Redução da Selic é passo na recuperação econômica e volta dos investimentos, afirmam analistas

Às 11h14, o Ibovespa tinha alta de 0,32%, aos 62.330 pontos.

Às 14h18, o movimento era de queda de 0,15%, aos 62.036 pontos.

Na véspera, o Ibovespa subiu 0,70%, a 62.131 pontos, depois de subir 1,2% na máxima da sessão. A bolsa paulista subiu quase 40% em 2016 e neste ano acumula alta de 3,2%.

Dólar

O dólar fechou em queda nesta quarta-feira (11), ainda abaixo de R$ 3,19 e no menor preço em dois meses, sintonizado com o comportamento da moeda norte-americana no exterior, com investidores mais aliviados depois da entrevista do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, não surpreender.

As expectativas de continuidade de entrada de recursos externos no país também influencia os resultados.

A moeda caiu 0,22%, vendida a R$ 3,1916.

Às 11h14, a moeda norte-americana tinha alta de 0,72%, a R$ 3,2189.

Às 14h19, a divisa subia 0,86%, a R$ 3,2233.

Na véspera, o dólar subiu 0,05%, vendido a R$ 3,1986. No acumulado de 2017, o dólar recua 1,57%.

Tags: Dólar, Petrobras, bovespa, copom, economia, pregão, selic

Compartilhe: