Jornal do Brasil

Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017

Economia

Alumini pagará R$ 6 milhões a demitidos do Comperj

Empresa, que está em recuperação judicial, já depositou R$ 4 milhões

Jornal do Brasil

Segundo nota divulgada nesta quarta-feira (7) pelo Ministério Público do Trabalho (MPT-RJ), os 2,3 mil operários demitidos do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) chegaram a um acordo com a Alumini Engenharia, empreiteira que hoje se encontra em recuperação judicial.

A Alumini pagará R$ 6 milhões a seus ex-funcionários. Em negociação conduzida pelo próprio MPT-RJ, as partes acordaram que o pagamento será feito em três parcelas; duas delas, somando R$ 4 milhões, já foram quitadas. A última, no valor de R$ 2 milhões, acontecerá no próximo dia 23. 

De acordo com a nota, os R$ 6 milhões equivalem a aproximadamente 15% do valor total que a empreiteira deve aos operários. O somatório chega a R$ 38 milhões. "O montante [já depositado] servirá para pagar parte das verbas trabalhistas devidas aos ex-empregados, como aviso prévio, 40% de FGTS, férias e décimo terceiro salário", diz a nota.

Por Ana Siqueira

Tags: Petróleo, Rio, alumini, comperj, recuperação judicial

Compartilhe: