Jornal do Brasil

Segunda-feira, 22 de Setembro de 2014

Economia

Bovespa fecha em ligeira queda de 0,24%

Papéis da Petrobras foram os mais negociados durante sessão

Jornal do Brasil

A Bovespa encerrou nesta segunda-feira (1°) com queda de 0,24%, aos 61.141 pontos, com a máxima de 62.279 pontos e volume financeiro de R$ 6,578 bilhões. As ações preferenciais (PN) da Petrobras foram as mais negociadas, à frente de BMFBovespa ON NM, que teve uma das maiores altas, de 3,63%,  e Itauunibanco PN. As ações ordinárias da estatal tiveram acréscimo de 0,86% e as preferenciais de 1,37%. 

A consciência do mercado de que trata-se de uma das maiores empresas do mundo fez, inclusive, com que os papeis da Petrobras tivessem um avanço de 30% ao longo da semana passada. A ascensão de Marina nas pesquisas também incentivou a alavancagem.

>> Empresas da bolsa atingem recorde de R$ 2,6 trilhões

>> Ascensão de Marina nas pesquisas anima agentes do mercado financeiro

A bolsa havia iniciado com alta, embalada com a posição da candidata Marina Silva (PSB) nas pesquisas. Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (29) indicou  empate entre Dilma Rousseff (PT) e a ex-senadora, cada uma  com 34% das intenções de voto. No final da sessão, no entanto, acabou perdendo força. O feriado nos Estados Unidos também influenciou, com menor presença de estrangeiros durante o pregão.

Entre as maiores altas, figuraram as ações ordinárias da Eletrobras, com acréscimo de 4,17%, da ALL, com alta de 3,76%, e da BMFBovespa, de 3,26%. As maiores baixas ficaram por conta da Rossi Residencial, com declínio de 5,63%, da Souza Cruz, de 4,58%, e da Cemig, com queda de 3,97%.

Tags: ações, Bolsa, bovespa, fechamento, Petrobras

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.