Jornal do Brasil

Domingo, 23 de Novembro de 2014

Economia

Malaysia Airlines convive com onda de demissões

Agência ANSA

Quase 200 tripulantes da Malaysia Airlines se demitiram nos primeiros sete meses de 2014, período no qual a companhia aérea malaia - que construiu uma trajetória marcada pela segurança - esteve envolvida em dois desastres que podem ter provocado a morte de 537 pessoas, incluindo 27 membros da equipe de bordo.    

O anúncio foi feito pela própria empresa, que passa por um processo de reestruturação após sofrer perdas financeiras. Segundo o grupo, entre pilotos e assistentes de voo, 186 funcionários renunciaram aos seus cargos desde o início do ano. Muitos deles citaram "pressões familiares" como um dos principais motivos que os levaram a tomar essa decisão.    

No último dia 8 de março, um Boeing 777 da Malaysia Airlines que fazia o voo MH370, entre Kuala Lumpur, na Malásia, e Pequim, na China, desapareceu dos radares. A aeronave transportava 239 pessoas e até hoje não foi encontrada. Já em 17 de julho, um avião de modelo idêntico que ia de Amsterdã, na Holanda, para a capital malaia foi abatido com 298 indivíduos a bordo. Todos morreram. 

Tags: Demissões, equipe, malasia, mudanças, Voos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.