Jornal do Brasil

Segunda-feira, 24 de Novembro de 2014

Economia

Dívida pública italiana bate novo recorde em junho

Agência ANSA

 A dívida da administração pública italiana bateu 2,16 trilhões de euros em junho, atingindo um novo recorde histórico, informou nesta quarta-feira (13) o Banco Central do país.

    O partido opositor Liga Norte criticou os dados e a capacidade do primeiro-ministro, Matteo Renzi, de estabilizar a economia.

    "Renzi é um charlatão. O país ruma em direção ao abismo", disse o líder da legenda, Massimiliano Fedriga. O partido Forza Italia, do ex-premier Silvio Berlusconi, também não mediu críticas. "O novo recorde do déficit público italiano confirma que as políticas econômicas do governo caminham sobre um binário morto", comentou a europarlamentar Lara Comi. "Está claro que precisamos de uma mudança de rota imediatamente", acrescentou. A imprensa divulgou hoje que Renzi manteve um encontro secreto ontem de manhã com o presidente do Banco Central Europeu (BCE), o também italiano Mario Draghi. "Sim, encontrei Draghi ontem.

    Vejo-o sempre", limitou-se a dizer Renzi, questionado pelos jornalistas. Na segunda-feira (11), a agência de classificação de risco Moody's alterou a previsão do Produto Interno Bruto (PIB) italiano em 2014 para -0,1%. Anteriormente, a empresa havia previsto um crescimento de 0,5%. A revisão da previsão ocorre uma semana após a Itália anunciar uma nova contração de 0,2% no PIB trimestral, de abril a junho, caracterizando uma recessão técnica. União Europeia - Foi anunciada nesta quarta-feira a queda da produção industrial nos 18 países da zona do euro. Em junho, o índice retrocedeu 0,1%. Porém, contrariando a tendência, a produção italiana cresceu 0,9%, após a queda de 1,2% em maio.

Tags: crise, economia, itália, PIB, recessão

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.