Jornal do Brasil

Terça-feira, 16 de Setembro de 2014

Economia

Bradesco perde R$ 356 milhões com resgate do Banco Espírito Santo

Jornal do Brasil

O Bradesco revelou nesta segunda-feira (4) qual o impacto do resgate do Banco Espírito Santo (BES) nas suas contas. O prejuízo é de R$ 356 milhões (117 milhões de euros), devido à participação de 3,9% que o banco brasileiro detém no BES.

O resgate do BES determinou a separação do banco em dois. O banco "bom", ou seja, o Novo banco, que fica com  os depósitos e os créditos bons, e o banco "mau" que fica com os ativos problemáticos, principalmente as participações no GES e o BES Angola. Os acionistas do "antigo" BES ficam com o "bad bank" e poderão eventualmente recuperar parte das perdas com a liquidação do banco e posterior venda de ativos.

Mas os acionistas do BES já calculam o impacto da perda total nas suas contas. "O ajuste se dará mediante o provisionamento de 100% do investimento, com efeito no lucro líquido do terceiro trimestre, no valor aproximado de R$ 356 milhões", informou o banco em comunicado.

Tags: banco, bes, economia, Portugal, TELECOM

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.