Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Dezembro de 2014

Economia

Solução para recapitalização de BES deverá ser apresentada neste domingo

Presidente do Banco de Portugal fará declaração com as medidas às 22h30

Jornal do Brasil

Os principais jornais de Portugal deram destaque neste domingo (3) para a expectativa envolvendo uma declaração apresentando quais foram as soluções encontradas para a recapitalização do Banco Espírito Santo (BES). De acordo com o Jornal de Notícias e o Diário de Notícias, o presidente do Banco de Portugal, Carlos Costa, irá se pronunciar ainda neste domingo, às 22h30.

A aposta seria a de que a saída encontrada para a recapitalização do Banco Espírito Santo envolva o Fundo de Resolução, que deverá injetar valores superiores a três milhões de euros no banco. Além disso, é possível que seja criado o que os jornais internacionais chamam de “bad bank”, que será responsável por ficar com os ativos prejudiciais da carteira de crédito do Banco Espírito Santo.

Há quatro dias, o BES havia divulgado um resultado líquido negativo em 3.577,3 milhões de euros, relativo ao período compreendido entre janeiro e junho deste ano – lembrando ainda do prejuízo de 237,4 milhões de euros relativo ao primeiro semestre do ano passado.

Na última sexta, a negociação de ações do BES foram suspensas na Bolsa pelo Conselho Diretivo da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). O mecanismo regulador da bolsa portuguesa teria decretado a suspensão da negociação das ações do BES em um momento em que o banco tinha perdas superiores a 40%.A decisão ocorreu logo após o banco ter alcançado uma variação negativa histórica de 0,105 euros.

El País: Banco Central de Portugal expulsa família Espírito Santo

Na última sexta-feira (1), o jornal espanhol El País publicou uma reportagem  sobre o  Banco de Portugal, banco central português, estar aplicando sansões sobre o Grupo Espírito Santo. “Primeiro, eles foram retirados da gestão do banco, e agora tiraram o seu direito de voto. A família Espírito Santo foi expulsa do banco que leva seu nome”, diz a publicação.

>>Ex-presidente do Banco Espírito Santo tenta transferir bens no Brasil

>>Caso Oi e Portugal Telecom: Calote da Rioforte, gerida pelo Grupo Espirito

O BC tomou esta decisão depois de saber da perda de 3.577 milhões de euros no segundo semestre. Em um comunicado divulgado na última quinta-feira (31), o BCremoveu a votação da família Espírito Santo, através do seu grupo ESFG ,que ainda detém 20,1% das ações da empresa. A decisão foi refletida rapidamente nos mercados financeiros: ações do grupo caíram 45%.

O presidente do  BC, Carlos Costa também decidiu "suspender, com efeito imediato, os membros dos órgãos de administração com responsabilidades de auditoria e gestão de riscos, bem como aos titulares dos órgãos de fiscalização." Esta suspensão afeta os atuais administradores Rui Silveira e Joaquim António Souto. Eles serão substituídos por pessoas no escritório até que os acionistas proponham  novos gestores na próxima assembleia geral.

O supervisor também decidiu nomear um comitê de supervisão com pessoas da PriceWaterhouse Coopers, até que os acionistas promovam a substituição de membros da auditoria.

A intervenção do BC, no coração de executivo do BES é uma intervenção estatal absoluta, tendo em vista as perdas do banco e indícios de irregularidades nas suas finanças.

O BC também pede que o administrador atual, Vítor Bento, apresente um plano o mais rápido possível para aumentar o capital, visto que seu rácio de solvência (capacidade de resolver os seus encargos de dívida a longo prazo) é de 5%  no momento, abaixo do mínimo que aconselham as autoridades europeias, que é de 9%.

O BC não descarta que, uma vez que a auditoria esteja concluída, possam haver evidências criminais contra membros do antigo conselho de administração, principalmente contra os dois altos executivos Ricardo Salgado e Amilcar Morais Pires. Tanto o administrador atual, Bento, quanto esses outros dois poderiam ser levados aos tribunais.

Com essas perspectivas, às dez horas começou a negociação das ações do banco e o afundamento foi instantâneo. Caiu como 51%,  sendo negociado a € 0,17 por ação. Em seguida, recuperou-se 24%.

Tags: amilcar morais pires, banco espírito santo, BC, bes, ricardo salgado, vitor bento

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.