Jornal do Brasil

Sexta-feira, 19 de Setembro de 2014

Economia

Preço ao produtor fecha junho com variação negativa pelo 4º mês seguido

Agência Brasil

O Índice de Preços ao Produtor (IPP) fechou o mês de junho com o quarto resultado negativo consecutivo pela primeira vez.  Segundo dados divulgados hoje (31), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em junho, os preços ao produtor registraram inflação negativa de 0,13%, em comparação com o mês de maio.

Apesar da variação negativa, a taxa é maior que os -0,26% relativos a deflação de maio. Em abril a variação negativa foi maior:  -0,41%, enquanto a queda de março chegou a  -0,21%. Com o resultado de junho o Índice de Preços ao Produtor passou a acumular ao longo do primeiro semestre alta de 0,93%, contra 1,06% do período encerrado em maio.

Na comparação com o mesmo mês de 2013 (acumulado em 12 meses), os preços aumentaram 5,04% em junho, contra 6,56% em maio. O IPP mede a evolução dos preços de produtos “na porta de fábrica”, sem impostos e fretes de 23 setores da indústria de transformação.

Os dados do IBGE indicam que oito das 23 atividades pesquisadas apresentaram alta de preços, contra 11 do mês anterior. As quatro maiores variações de junho em relação a maio foram em impressão (3,40%), móveis (-1,36%), metalurgia (1,23%) e outros produtos químicos (-1,12%).

Já na comparação com o mesmo mês de 2013 (acumulado em 12 meses), o aumento de 5,04% em junho, é o menor resultado desde os 4,98% de julho de 2013, sendo que o maior ponto da série ocorreu em fevereiro de 2014: 8,24%.

Tags: brasil, consumo, economia, ipp, preço

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.