Jornal do Brasil

Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2014

Economia

Bovespa fecha em queda de 1,84%, puxada por Itaú, Petrobras e Ambev

Bolsa da Argentina caiu mais de 8%

Jornal do Brasil

A Bovespa fechou em queda de 1,84%, a 55.829 pontos, pressionada por ações do Itaú Unibanco, Petrobras e Ambev, além do comportamento das bolsas externas.

Os papéis da Ambev foram as principais pressões de baixa do Ibovespa, após a empresa divulgar um resultado menor do que o esperado por analistas. Ações de bancos também pressionaram negativamente, com o Santander Brasil recuando mais de 1% após divulgar resultado de segundo trimestre que mostrou fraco crescimento na carteira de crédito.

As ações da Petrobras tiveram mais um dia de queda e contribuíram para pressionar o índice, enquanto as da mineradora Vale operaram perto da estabilidade.

Bolsa argentina tem forte queda

O índice Merval, o principal da Bolsa de Comércio de Buenos Aires, caiu mais de 8% nesta quinta-feira, após a Argentina ter entrado em situação de calote devido à falta de acordo entre o governo e fundos especulativos. 

O dólar paralelo subia e era negociado por volta de 13 pesos. Já o dólar oficial operava estável, abaixo de 8,3 pesos.

Bolsas da Europa também fecham em forte baixa

E as ações europeias fecharam em forte queda nesta quinta-feira. Em Londres, o índice Financial Times recuou 0,64%, a 6.730 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX caiu 1,94, a 9.407 pontos. Em Paris, o índice CAC-40 perdeu 1,53%, a 4.246 pontos. Em Milão, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,52%, a 20.570 pontos. Em Madri, o índice Ibex-35 registrou baixa de 2,10%, a 10.707 pontos. Em Lisboa, o índice PSI20 desvalorizou-se 3,12%, a 5.979 pontos.

Tags: Bolsas, buenos aires, economia, mercado, queda

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.