Jornal do Brasil

Terça-feira, 23 de Setembro de 2014

Economia

Argentina pode recorrer à Corte de Haia contra 'fundos abutres'

Agência ANSA

O governo argentino anunciou hoje, dia 31, que analisa a possibilidade de recorrer à Corte Internacional de Haia e realizar uma convocação das Nações Unidas (ONU) após a falta de acordo com os chamados fundos abutres da dívida pública. O chefe do Gabinete, Jorge Capitanich, disse, em coletiva de imprensa, que a falta de acordo "abre uma gama" de possibilidades. 

Ele ainda considerou que os Estados Unidos não atuam de forma adequada diante dos pedidos dos credores e rechaçou o argumento de independência entre os poderes Executivo e Judicial do país.    

>> Argentina e fundos não chegam a acordo, e país pode dar calote

Capitanich criticou aqueles que "anunciam catástrofes" diante da falta de acordo com o juiz norte-americano Thomas Griesa. De acordo com relatos da imprensa argentina, autoridades do país devem se encontrar amanhã com o magistrado para tentar novamente entrar em acordo.    

A presidente Cristina Kirchner irá se pronunciar sobre o caso às 18h30 (mesmo horário de Brasília) sobre o episódio.

O papa Francisco "está informado" e acompanha com atenção a situação da Argentina, que entrou em default técnico hoje, informaram fontes próximas a ele, destacando que o Pontífice "sempre está informado sobre tudo".

Tags: calote, dívida, economia, EUA, fundos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.