Jornal do Brasil

Sábado, 1 de Novembro de 2014

Economia

Preço do petróleo recua em meio a conflito em Gaza e na Ucrânia

Na segunda-feira, o óleo encerrou com os preços elevados em Londres e Nova York

Jornal do Brasil

Os preços do petróleo encerraram em queda nesta terça-feira (22), com o light sweet crude para entrega em agosto recuando 17 centavos para 104,42 dólares o barril no New York Mercantile Exchange (Nymex). Na véspera, quando subiu 1,46 dólar para 104,59 dólares o barril, máxima desde 1° de julho, analistas apontaram a violência em Gaza, em um conflito que já conta com mais de 600 mortos, e o potencial endurecimento das sanções da União Europeia contra a Rússia, após a queda de avião da Malaysia Airlines no leste da Ucrânia, como motivos para o acréscimo.

Em Londres, o barril de Brent para entrega em setembro teve queda de 35 centavos, para 107,33 dólares o barril, na plataforma ICE Futures Exchange em Londres. Durante a sessão, no entanto, o preço chegou a 108,40 dólares, com a intensificação de tensões geopolíticas e a possibilidade de a União Europeia endurecer as sanções à Rússia. Na véspera, o Brent havia registrado alta de 44 centavos, para 107,68 dólares.

O anúncio das reservas de petróleo nos Estados Unidos, que deve ser feito nesta quarta-feira (23), também embasam analistas, que acreditam em uma queda. Os investidores vêm acompanhando os desdobramentos entre a Ucrânia, a Rússia e o Ocidente, além dos ataques de Israel em Gaza. 

Tags: cotação, Israel, palestina, Petróleo, UCRÂNIA

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.