Jornal do Brasil

Segunda-feira, 1 de Setembro de 2014

Economia

Putin destaca importância do Brics para mercado global

Agência Brasil

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, destacou hoje (15) na 6ª Cúpula do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), em Fortaleza, que o grupo ocupa um lugar único na economia global, pois é o maior mercado do mundo. Os cinco países detém 21% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial, informou, e continuará em crescimento nos próximos anos.

“Os nossos países desempenham cada vez mais um papel importante no cenário político mundial, graças ao papel assumido pela China e pela Rússia no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), quando prevenimos uma intervenção estrangeira na Síria e conseguimos o fim das armas químicas naquele país”, disse Putin.

O presidente russo destacou também a influência que o grupo tem no G-20 (grupo das 20 maiores economias do mundo) e defendeu a reforma no Conselho de Segurança da ONU, no qual o Brasil pleiteia assento permanente.

Putin elogiou a criação do banco de desenvolvimento do Brics, por acreditar que a soma dos recursos financeiro proveniente dos cinco países fará surgir uma das maiores agências de financiamento do mundo. “Com um fundo de US$ 100 bilhões e os que estão para ser criados serão muito poderosos para prevenir novas turbulências econômicas. Estou certo que uma cooperação mais estreita entre os países do Brics permitirá planos conjuntos grandiosos de desenvolvimento”, defendeu o presidente russo. Ele ressaltou ainda uma série de projetos empresariais em conjunto, considerados de grande importância para destacar o papel do grupo no mundo. Segundo ele, o Brics constitui 11% dos investimentos e quase 20% do comércio mundial.

A Rússia propôs a criação de um grupo de trabalho permanente para estudar projetos de alta tecnologia na área humanitária. Outra proposta é uma fundação energética do Brics e, consequentemente, uma espécie de organização que possa oferecer segurança ao grupo em matéria de combustíveis.

“Estamos estudando ainda várias iniciativas que poderão, entre outras coisas, assegurar melhoras na agricultura e aumentar substancialmente as colheitas. Esperamos resultados parecidos em outras áreas, além de um projeto de cooperação para administrar a destinação de nossas matérias-primas, que correspondem a 36% do estoque mundial”, avaliou. Outro setor destacado por Putin foi a área de mineração. Nesse tópico, o objetivo do Brics é realizar um intercâmbio para melhor preparar especialistas.

O presidente russo disse também que é importante unir forças para questões humanitárias e culturais, além da criação da Universidade do Brics de ensino à distância na internet. Ele terminou seu discurso convidando a todos para o próximo encontro do Brics, que será na Rússia, em julho de 2015.

Tags: bloco, brasil, cHINA, índia, russia

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.